Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 24 de julho de 2017 às 21:41

Há uma luta de titãs na gestão de activos 

A BlackRock detém o título de maior gestora de activos do mundo. Sozinha é responsável pela gestão de mais de 5,7 biliões de dólares, mas a gigante dos fundos tem vindo a perder a vantagem para os concorrentes e a Vanguard está a aproximar-se perigosamente da sua rival.

Tudo por causa da crescente popularidade dos fundos de gestão passiva. Mais simples, com baixos custos e desempenhos que não desiludem os investidores - são idênticos aos resultados do mercado - , os ETF estão a ganhar quota de mercado aos fundos de gestão activa. E a Vanguard é a grande vencedora desta tendência. Desde o início do ano, a entidade recebeu, por dia, mais de mil milhões de dólares em novo investimento. Segundo o Financial Times, a gestora captou 215 mil milhões de dólares no primeiro semestre. Valores impressionantes que estão a insuflar o património da Vanguard que, desde 2012, recolheu 1,3 biliões de dólares, enquanto a BlackRock atraiu 762 mil milhões. Contas feitas, a Vanguard gere actualmente 4,4 biliões de dólares, menos 1,3 biliões do que o capital sob gestão da BlackRock. Uma diferença significativa, mas que, tendo em conta o ritmo de crescimento da Vanguard, pode ser uma linha ténue neste duelo de titãs.

 

Jornalista 

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar