Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 08 de junho de 2017 às 20:01

Ingredientes para um Brexit menos amargo

Gordon Ramsay é conhecido internacionalmente pela sua arte culinária. Mas, o chefe britânico tem muito mais preocupações do que garantir que tudo corre bem nos seus restaurantes.

O turbilhão provocado pelo Brexit, que afundou o valor da libra, também está a afectar o seu negócio. Com os preços dos alimentos mais elevados, devido ao factor cambial, Ramsay quer estar preparado para mais surpresas na conta do supermercado. E como as despesas com alimentos não são as mesmas de uma família ou de um pequeno restaurante, o chefe contratou uma equipa de especialistas para lidar com a maior subida dos preços dos alimentos dos últimos três anos. A equipa tem como função negociar preços mais baratos para o seu grupo, para driblar a subida dos custos dos produtos importados, segundo uma notícia avançada pelo The Guardian. E Ramsay não é o único empresário a ter de acomodar custos mais elevados, fruto da desvalorização da libra. Várias empresas, algumas bem conhecidas, como a dona do Toblerone, tiveram de tomar medidas extremas e implementar planos de contingência. No caso do chocolate, a solução foi tirar alguns triângulos à tablete. Irá Ramsay reduzir as doses servidas no seus restaurantes?

 

Jornalista

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
5640533 Há 2 semanas

Patrícia Abreu traz-nos todos os dias o que sai na imorensa estrangeira. Isto é jornalismo?