Raquel Godinho
Raquel Godinho 27 de junho de 2017 às 20:50

Investidores têm agenda cheia antes das férias

Desde o início do ano, 69 empresas fizeram a sua estreia no mercado de capitais, mais 73% do que no mesmo período do ano passado. As companhias estão a aproveitar o bom momento que se vive em Wall Street.

O Verão chegou na semana passada. E muitos investidores irão de férias nas próximas semanas. Isso significa que alguns estarão mesmo ausentes dos mercados financeiros. E, antes que isso aconteça, as empresas aproveitam para ir para a bolsa. Esta semana é, segundo o MarketWatch, a mais activa do ano em termos de ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla anglo-saxónica), nos Estados Unidos. No total, em apenas uma semana, estas operações deverão ascender a 1,1 mil milhões de dólares (982,7 milhões de euros), tendo em conta o preço médio dos intervalos definidos. São dez estreias, de acordo com a Ipreo Capital Markets, que é citada pelo site. A maioria faz parte do sector de cuidados de saúde. Mas a Blue Apron será a protagonista da operação de maior valor. Estima-se que a empresa de distribuição de refeições encaixe 510 milhões de dólares com a dispersão em bolsa e consiga um valor de mercado na ordem dos 3,2 mil milhões de dólares. Já a semana passada tinha sido marcada pela estreia da Altice USA, o segundo maior IPO do ano. Desde o início do ano, 69 empresas fizeram a sua estreia no mercado de capitais, mais 73% do que no mesmo período do ano passado. As companhias estão a aproveitar o bom momento que se vive em Wall Street.

 

Jornalista

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar