Nuno Carvalho
Nuno Carvalho 18 de julho de 2012 às 23:30

Não tenha vergonha de começar na garagem

Comece pequeno e tenha, acima de tudo, muita ambição para crescer pessoalmente e profissionalmente.
Aquilo que pode ser visto como pouco profissional e de aparência descuidada é, para outros, um símbolo de orgulho e de história de sucesso. Há vários exemplos disso sendo um deles o de Bill Hewlett e Dave Packard, os fundadores da conhecida Hewlett Packard (HP), em 1938. Tudo começou na garagem do número 367 da Avenida Addison, em Palo Alto, uma cidade localizada no estado norte-americano da Califórnia, conhecida como o "headquarter" de inúmeras empresas tecnológicas do Silicon Valley, local onde ainda hoje permanece a sede da HP.

Foi a partir desta garagem que saiu o líder mundial de computadores pessoais (PC), com um investimento inicial de 538 dólares para montar, numa garagem, o seu primeiro produto, um oscilador de áudio, um instrumento muito usado por engenheiros de som para fazerem testes, que teve a Walt Disney Studios como um dos seus primeiros clientes ao adquirir oito destes osciladores para desenvolver e testar o som para o filme de animação "Fantasia", de 1940.

Ainda hoje a HP se orgulha da sua garagem, intitulando-a de "HP Garage", anunciando em Setembro de 2004 que iria preservá-la para futuras gerações. Mas não ficamos por aqui no que diz respeito aos homens de garagem. O falecido Steve Jobs, construiu, em 1970, o primeiro PC da Apple na garagem dos seus pais a pouca distância de Bill e Dave.

O conceito da garagem foi tão popular nos Estados Unidos, que a ZERO1 trouxe de volta este conceito ao mercado, criando uma "garagem" de aproximadamente 3.000 metros quadrados, que abre no Outono deste ano, e tem como objectivo juntar artistas e tecnologia para criar ideias e empresas preocupadas com a sustentabilidade, ambiente, política da Internet, jogos e dados públicos. A ideia é a de integrar artistas numa fase inicial de uma empresa, uma vez que os artistas são, de longe, os mais radicais na sociedade, na construção de novas experiências, segundo o director executivo da ZERO1, Joel Slayton.

A ideia já foi bem recebida pela Google que se juntou à ZERO1 para que os artistas trabalhem em matérias como a propriedade intelectual, privacidade e segurança. Mas não ficamos por aqui. Mesmo antes da inauguração da ZERO1, a empresa também conseguiu convencer a Adobe, esperando ainda convencer mais três empresas tecnológicas que vão investir neste conceito que serve três pilares: o de "think-tank", incubadora e espaço para exposições.

Nos Estados Unidos tudo é possível. É um país de oportunidades e onde conceitos que pensamos que podem até ser ridículos, pegam e fazem enriquecer. Mas é das "idiotices" que saem grandes projectos e grandes empresas, não sendo necessário começar num prédio espelhado e de grande imponência. O segredo está bem dentro das nossas cabeças e não exibe luxos. Na garagem é onde coerentemente temos de começar o nosso negócio, pois não só reduzimos custos que não enriquecem, nem o produto ou serviço, como também não enriquecem as nossas competências.

Não tenha vergonha de começar um pequeno negócio na casa dos seus pais. O meu primeiro negócio começou na cave de casa dos meus pais e posso afirmar que não só foi um negócio rentável, quando apenas tinha 21 anos, como foi o que melhor me preparou para o mundo profissional. Foi uma excelente experiência e de sucesso. Embora tivesse de o abandonar porque fui viver para Espanha, nunca o esqueci e hoje é dos negócios que mais me orgulho em ter iniciado pela experiência profissional que me proporcionou. Na verdade, esta não foi a única experiência de garagem. Já tive outras em que o meu escritório não ultrapassava o tamanho de uma casa de banho e onde chegámos a trabalhar três pessoas. Não foi por nada disto que não consegui criar uma empresa, nem foi por isto que não consegui convencer os meus clientes.

Comece pequeno e tenha, acima de tudo, como já tenho referido em artigos anteriores, muita ambição para crescer pessoalmente e profissionalmente. Procure espaço na sua "garagem" e comece o seu negócio, pois já viu que não foi por isso que tanto Bill, Dave ou Steve Jobs, não ficaram mundialmente conhecidos como os revolucionários da tecnologia.

Envie para o "e-mail" jng@negocios.pt as suas questões, dúvidas ou experiências sobre "Não tenha vergonha de começar na garagem".


*Fundador e líder executivo da Zonadvanced - Grupo First



Saber mais e Alertas
pub