Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 23 de agosto de 2017 às 21:30

Novo aumento de pensões? Só com mais impostos!!!

O nosso sistema de pensões muda mais vezes do que o país muda de primeiro-ministro, o que torna impossível prever com o mínimo de seriedade o que vai acontecer às pensões daqui a 10 anos.

Vejamos: o governo alterou a lei para reforçar a ideia de que o aumento de pensões tem de refletir o comportamento do PIB. Mas logo depois começou a asnear. Em agosto deu um aumento extraordinário a dois milhões de

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião24
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Aumentem o imposto de quem ganhe no totoloto e lotaria em vez do que se desconta actualmente só devem deixar 10% para o premiado, ou então fazem como os espanhóis fazem uma limpeza aos jogadores, se não chegar incluem os gestores de topo e vão ver o problema resolvido ou então reduzem os deputados.

Henrique Há 3 semanas

Não entendo como a Esquerda é contra isto. As pensões têm de baixar, acima dum valor, claro. E os salários de quem trabalha têm de aumentar. Não é possível que quem trabalhe e ganhe 650 euros esteja a descontar um cêntimo que seja para reformas de 1200 e mais. O PSD estava certo em querer limitar os descontos e depois as pensões pagas pelo Estado. É nas pensões que o Estado tem de poupar e não nos serviços. É nas pensões altas que tem de cortar e não na remuneração do trabalho. Um enfermeiro ativo ganha 1000 e um sargento reformado ganha 1500? Que pô rra é esta?

Anónimo Há 3 semanas

Repare se o que sucedeu em 2009 em diante so q agora temos dois ciclos eleitorais igual a uma bancarrota dupla

TinyTino Há 3 semanas

Camilo, está a repetir-se... Há dois anos escreveu exactamente o mesmo. E como se viu não só aumentaram as pensões como baixaram os impostos. Bem sei, economia não é o seu forte.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub