Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Helena Garrido
Helena Garrido 05 de fevereiro de 2015 às 00:01

O BCE a atirar a Grécia para fora do euro?

Ideias inovadoras para resolver a crise do euro que já dura há cinco anos? Era o que mais faltava. Modelo único e antidemocrático é que é. Mesmo que isso tenha ainda mais custos para os contribuintes europeus. Mesmo que isso dificulte ainda mais a vida aos gregos. Mesmo que isso signifique continuarmos todos à espera da prosperidade enquanto a extrema-esquerda e a extrema-direita vão somando votos, uns no Sul da Europa, outros no Norte da Europa.

Foi esta a mensagem que o Banco Central Europeu enviou na quarta-feira ao fim do dia ao anunciar que iria deixar de aceitar dívida grega como colateral para ceder liquidez ao sistema financeiro. Argumentando, pasme-se, com a perspectiva

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado IS 10.02.2015

O discurso do conceituado e atraente prof Yanis Varoufakis já sofreu alterações e a “Modest Proposal for Transforming Europe” - proposta de um sistema descentralizado para a Europa que apresentou é agora uma mera proposta teórica que não se coaduna com a realidade e que caiu pela base. Atenas perde no confronto com o BCE e Berlim uma vez que necessita de consensos e de negociar e com alguma irresponsabilidade arrisca a expulsão da zona Euro!

comentários mais recentes
IS 10.02.2015

O discurso do conceituado e atraente prof Yanis Varoufakis já sofreu alterações e a “Modest Proposal for Transforming Europe” - proposta de um sistema descentralizado para a Europa que apresentou é agora uma mera proposta teórica que não se coaduna com a realidade e que caiu pela base. Atenas perde no confronto com o BCE e Berlim uma vez que necessita de consensos e de negociar e com alguma irresponsabilidade arrisca a expulsão da zona Euro!

Paradiz 05.02.2015

Cara Helena, acredite que não é por "não gostar de si" ou por provocação, mas declaro que não resisti quando acabo de ler no "seu jornal" que até Varoufakis esta de acordo com a posição do BCE.
Quote" Sobre a decisão de Frankfurt, o responsável grego não alimentou divergências. "O BCE agiu de forma agnóstica, aplicando as regras. Muito correctamente, pede-nos um programa sem dizer qual. Cabe-nos a nós, políticos, definir qual será", disse o ministro grego, ao mostrar abertura para negociar uma solução provisória, até que consiga apresentar aos parceiros europeus um novo "plano global"unquote.
Acredite que ele não me telefonou.

helmarques 05.02.2015

A srª sabe quem apoiava o Socrates na construção do tgv? isso mesmo, a esquerda, o be e o pcp, e sabe pq? porque ia criar empregos na construção da linha e depois ia criar empregos qualificados, mas talvez a srª não saiba é que não haveria clientes para tal comboio, e os bilhetes só poderiam ser subsidiados, caso contrário só viajariam os chefes dos funcionários publicos, pq possuem cartão crédito, pago pelo estado. Porque motivo os cidadãos europeus teriam que suportar essa treta? que só interessava ao BES e ao resto da banca e a poucos mais? mas como vê não interessa aos portugueses...os gregos pediram mt e gastaram mt, agora querem mostrar que são um tampão militar para a europa...genero chantagem, será que querem fazer uma aliança com a Russia, azar o deles, Quem obrigou os gregos a entrar na UE, era facil governar a maneira antiga, havia crise economica, fazia-se dinheiro..e assim os papões viviam a grande...não estranho a esquerda desejar isso...assim eles ficam sempre bem na fotografia. Mas a Alemanha pelos vistos quer que as pessoas vivam bem e não só as chefias...será por isso que vão para a Alemanha mt portugueses? e com formação superior!!

Paradiz 05.02.2015

Cara Helena, Pensa mesmo que é antidemocratica a decisão do BCE ? Porque nao corresponde a vontade dos 11M de gregos ( do governo que elegeram) ou nao corresponde de 300M de europeus ( expressa pelos governos que elegeram ) ? Devia o BCE demitir-se da sua funçao e continuar a suportar "a maquina de imprimir moeda falsa" (Jaime Gama ) que os 300M depois tinham que pagar como boa? Se o governo grego nao apresenta um programa consistente i.e, não panfletario ( medidas sem suporte, ditadas avulso, mudando a cada dia ), que garante apenas uma coisa : a Grecia vai gastar mais e para isso vai precisar de mais dinheiro emprestado; deve o BCE ser conivente com essa desresponsabilizacao das instituiçoes? E nao foi o BCE que apenas levantou um cartao amarelo ? A Helena desconhece que o comunicado do BCE diz o que refere no seu artigo, mas tambem diz que os bancos gregos continuam a ter acesso a liquidez via ELA ?
Desconhece ou essa referencia iria destruir a sua tese e escolheu omitir ?

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub