Fernando  Sobral
Fernando Sobral 03 de outubro de 2017 às 19:40

O complexo Iznogoud 

No mundo do grão-vizir Iznogoud este ambiciona ser o califa no lugar do califa reinante. E assim vai arquitectando vários planos para usurpar o trono.

No caso do PSD todos podem agora ser Iznogouds. O califa parece fragilizado, depois de ter ficado congelado no tempo: Passos Coelho continua a acreditar que vivem em 2015 e que ainda é primeiro-ministro ou pode voltar a sê-lo. Está a tornar-se o homem que caiu do espaço (como o "alien" interpretado por David Bowie no filme de Nicholas Roeg), depois de ter tentado transformar o país numa loja "low-cost", de ter extirpado o PSD da sua carne social-democrata para o tornar num partido pseudoliberal e ter cometido erros terríveis por teimosia, como foi o apressado fim do BES. Os políticos, já se sabe, sobem como astros e, como estes, estatelam-se no solo. Poucos se demitem. Resta saber agora se, para a maioria do PSD, Passos continua insubstituível porque não há outro melhor. Nem pior. Se carece de prazo de validade ou se já abriu a temporada de caça com vista à sua sucessão.

 

Parecem existir alguns candidatos a administrar a ruína em que Passos transformou o PSD. Ao partido que tem repartido o poder com o PS desde o 25 de Abril, falta muita coisa. Se nunca teve ideologia, tinha princípios básicos legados por Sá Carneiro. E todos eles Passos riscou do mapa. A sua concepção de sociedade é a do individualismo feroz: todos contra todos. O seu legado histórico foi isso: transformou Portugal numa sociedade assim. Algo que demorará anos a reverter. Ouvem-se os tambores, talvez liderados por Rui Rio, com o apoio de barões que nunca deixaram de demonstrar o seu desconforto com a liderança de Passos. Este, que às vezes parece mascarado de marquês de Sade, parece querer continuar no poder. Luís Montenegro só avançará se Passos se reformar precocemente. Só que o problema do PSD não é só o líder: é ser portador de um projecto de futuro, algo que deixou de anunciar. Só com isso um novo líder poderá ser Iznogoud.

 

Grande repórter

A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 04.10.2017

Mas quem quer ser "is no good - não presta" ?

comentários mais recentes
5640533 04.10.2017

Óptimo artigo. Como sempre.

Mr.Tuga 04.10.2017

Não vai ser difícil o PSD regressar ao poder!

É só deixar o PS continuar a fazer o que sabe melhor: FALIR O BURGO!

Anónimo 04.10.2017

Mas quem quer ser "is no good - não presta" ?

pub