Rui Barroso
Rui Barroso 15 de março de 2017 às 20:50

O indicador da preocupação nas bolsas americanas

O optimismo continua a reinar em Wall Street com as apostas de que as políticas económicas de Trump continuem a puxar pelas bolsas, apesar da imprevisibilidade do Presidente.

As bolsas americanas têm batido máximos atrás de máximos. E apesar de alertas de que se pode estar a assistir a uma espécie de "exuberância irracional", o optimismo continua a reinar em Wall Street com as apostas de que as políticas económicas de Trump continuem a puxar pelas bolsas, apesar da imprevisibilidade do Presidente. Um dos indicadores utilizados para demonstrar que as subidas das acções americanas podem ter ido longe demais é o rácio entre os preços das acções e os lucros das cotadas ciclicamente ajustado (CAPE na sigla em inglês), desenvolvido pelo Nobel da Economia Robert Shiller. Este indicador ajusta os valores aos lucros das empresas nos últimos dez anos e à inflação. E o valor actual desse rácio de avaliação (de 29,7 vezes), apesar de ainda estar mais baixo do que antes da crise das tecnológicas, está em níveis semelhantes aos que antecederam o "crash" de 1929. No entanto, alguns bancos, como o RBC, têm desmontado esse indicador, dizendo que está distorcido pela quebra dos lucros das empresas na crise económica. Expurgando esse efeito, o CAPE cairia para valores que até têm permitido ganhos. E o que diz o próprio Shiller? Alerta, citado pela Bloomberg, que "o mercado está sobreavaliado".

 

Jornalista

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub