Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 18 de abril de 2012 às 23:30

O PS e as divergências FMI/Comissão Europeia

Quem comparar aquilo que diz o FMI com o que diz a Comissão sobre a economia europeia perguntará se estão a falar da mesma realidade. O Fundo pede moderação nos esforços de saneamento orçamental na Europa; a Comissão (puxada pela Alemanha) diz que não.
Quem comparar aquilo que diz o FMI com o que diz a Comissão sobre a economia europeia perguntará se estão a falar da mesma realidade. O Fundo pede moderação nos esforços de saneamento orçamental na Europa; a Comissão (puxada pela Alemanha) diz que não. O Fundo está preocupado com a falta de crédito às empresas (que pode ser agravado em 500 mil milhões de euros devido à desalavancagem dos bancos), designadamente às PME; a Comissão parece que nem percebeu o problema. O FMI diz que os países intervencionados, onde se regista uma quebra profunda do Produto, devem evitar mais medidas de austeridade; a Comissão insiste na receita original. O FMI pede nova baixa das taxas de juro do BCE; o BCE (pressionado pelo Bundesbank) acha que as coisas estão bem assim.

Quem tem razão? Isso é o menos importante agora. O que realmente interessa é perceber o impacte destas divergências, que começaram ligeiras e se transformaram, entretanto, num grande fosso.

As divergências entre FMI e Comissão não auguram nada de bom. Os europeus, sobretudo os intervencionados, podem explorar as diferenças para se afastarem dos objectivos acordados. Em Portugal o PS pode sentir-se legitimado a dizer que não quer ser mais papista que o Papa… e recusar compromissos que assinou. Um discurso que já vai sendo ensaiado por alguns deputados e que pode fragilizar ainda mais a liderança de António José Seguro. E há outros riscos: o FMI pode "sugerir" à Europa que se responsabilize pelo grosso dos programas de ajustamento com o argumento de que mais austeridade agrava a queda do PIB e acentua a espiral austeridade=recessão=mais austeridade=mais recessão.

A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
RMart 20.04.2012


Num momento de tão grave dificuldade para a economia do nosso País não é SÉRIO fazer a oposição que o PS está a fazer!

Ainda por cima quando é o partido socialista que causa o excesso de endividamento em vez de ter cortado na despesa ainda aumentou de forma descarada e incompetente!

Como podem ter a lata de escolher os relatórios que lhes interessam para promoverem a guerra de portugueses contra portugueses???

Ainda não perceberam que nós não os queremos cá, nem daqui a vinte anos!

RMart 20.04.2012


HÁ MUITO PSs QUE NÃO SÃO PORTUGUESES.

Nem querem ouvir falar do memorando nem do crime que Sócrates fez à nossa economia gastando ferozmente sem controlo até endividar o estado de tal forma que tiveram de pedir ao FMI que viesse gerir o país.

Depois de ouvir os grandes mentirosos Soares e Almeida dizerem que Sócrates fez bem!!!!?????

Nem é preciso dizer mais nada...

flavito 19.04.2012

O esforço que este faz para convencer os labregos atirarem para cima do PS de AJ Seguro a culpa das desgraças provocadas pelo pinoquelho.

espectaculo 19.04.2012

Camilo Lourenço hoje na TVI deixou toda a gente de boca aberta. Crise qual crise? Vai acabar muito depressa, já há resultados em muitas empresas. O duo da TVI até estava atónico. A própria Cristina que não prima pelo conhecimento ainda hesitou em convencer-se. Esganiçou a voz como é costume mas rendeu-se. O Goucha mais matreiro ainda olhou de lado mas parece que fingiu acreditar talvez por educação.
Camilo já há muito tempo que não critica as rendas exageradas das PPP, etc.etc.
Rendeu-se? Foi comprado?

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub