Fernando Ilharco
Fernando Ilharco 06 de dezembro de 2017 às 19:40

O que melhor prevê o êxito 

Como saber quem vai ter sucesso no futuro? A personalidade, a inteligência e o sucesso passado são muitas vezes considerados bons indicadores de êxitos futuros.

"És trabalhador, confiante e fazes o que gostas - vais sair-te bem", ouve-se também. Outras vezes o conselho é para se estar atento ao que nos rodeia, para ser simpático e ouvir os outros, e as coisas acabarão por correr bem.

 

E que mais poderá ser que indique sucesso futuro? Trabalho, trabalho, trabalho? Ajuda. Haverá algum aspecto mais eficaz do que tudo isto para prever o êxito? Há. É a esperança. A esperança de que as coisas vão correr bem, em si mesma, é o indicador que melhor parece antecipar o sucesso futuro.

 

Uma investigação publicada no Journal of Research in Personality estudou o desempenho escolar de 129 estudantes ao longo de três anos. As classificações dos estudos foram relacionadas com a personalidade e com a inteligência de cada um deles. Foram ainda relacionadas com a esperança que cada estudante tinha em obter bons resultados. A esperança foi considerada de duas formas: o entendimento claro do estudante sobre os objectivos que queria atingir; e a convicção de que seria possível desenvolver estratégias para atingir esses mesmos objectivos.

 

E quem teve as notas mais altas? Não foram os estudantes com esta ou aquela personalidade, nem foram os mais inteligentes. Foram os estudantes que tinham manifestado mais esperança em atingir os objectivos que se estavam a propor bem como mostrado mais convicção de que encontrariam formas de estudar e de se prepararem para conseguirem as notas que queriam. Quem teve mais esperança de que tudo corresse bem foi quem foi mais longe.

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub