Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 01 de novembro de 2017 às 16:48

O que traz no cardápio o novo presidente da Fed?

Jerome Powell deverá ser apontado esta quinta-feira como o próximo presidente da Reserva Federal dos EUA.

A nomeação do novo líder do banco central norte-americano, até agora liderado por Janet Yellen, deverá ter implicações ao nível da política monetária do país, mas também nas acções. Com as bolsas norte-americanas a negociarem próximas de recordes, a eleição de um novo presidente deverá trazer alguma instabilidade ao mercado, ainda que se espere uma política de continuidade. De acordo com um estudo dirigido pelo estratega da LPL Financial Ryan Detrick, "tal como um novo presidente traz incerteza, um novo líder da Fed pode fazer o mesmo". Numa referência aos dados históricos, o especialista realça que regressando à eleição de Charles Hamlin, o primeiro presidente da Fed, em 1914, e olhando depois para as suas 14 sucessões, o índice Dow Jones acumula um desempenho médio negativo nos seis meses seguintes à nomeação. Os mesmos especialistas alertam que isto não significa que o novo presidente da Fed vai acelerar uma correcção nas acções dos EUA, mas pelo menos uma boa dose de volatilidade parece que está reservada no cardápio, seja confirmada a eleição de Powell ou apontado outro nome para o banco central.

 

Jornalista

pub