Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 18 de Outubro de 2016 às 00:01

O setor automóvel tem razão de queixa

Foi sempre um dos setores da economia mais afetado por restrições. Primeiro pela via da contingentação (fixação de quotas), nos anos 70 e primeira metade de 80. Com a adesão à então CEE terminaram as quotas e optou-se por criar um imposto que penalizava a cilindrada ("ad valorem").

A fórmula só mudou aquando da introdução de um coeficiente ambiental: quem polui mais paga mais.

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião222
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Fernando Sarmento 18.10.2016

Este ca(ra)melo anda a precisar de umas amêndoas na páscoa...

comentários mais recentes
Ohhh Camilo !!! 19.10.2016

Devia existir um imposto para carecas ao volante como tu !!

Anónimo 19.10.2016

saudades tenho dos idos tempos do professor cavaco silva que trocava de jipe de dois em dois anos e não pagava imposto automóvel... quem trabalha que pague impostos...

EM CONCLUSÃO 18.10.2016

O EMPOBRECIMENTO DA PAFAS, CORRESPONDEU A UM PLANO SINISTRO PARA UM PAÍS DE MUITOS POBRES E POUCOS RICOS.

FADO, FUTEBAL E FÁTIMA- OH, OH !

PENA O CAMILÃO JÁ NÃO ESTAR 18.10.2016

NA TVI A ENSINAR AS VELHINHAS A POUPAR. POIS CERTAMENTE IRIA ENSINAR : MOINHO SEM ÁGUA NÃO MOVE VELAS .

FOI TAL O GARROTE POSTO PELA PAFAS, QUE QUERIA IR ALÉM DA TROIKA QUE REBENTOU COM A ECONOMIA, TANTO QUE COSTA TEVE QUE NEGOCIAR QUE PORTUGAL FOSSE SANCIONADO.




ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub