Pedro Fontes Falcão
Pedro Fontes Falcão 19 de setembro de 2017 às 20:10

Olhar pela perspetiva certa

Cada vez mais os setores de atividade misturam-se, pois certos produtos tornam-se "polivalentes", acabando por ter várias funcionalidades além da original.
Esta situação dificulta a análise que as empresas têm de ir fazendo acerca do seu ambiente concorrencial, pois não é fácil identificar quem são os seus concorrentes (especialmente os indiretos) e como estes podem afetar o seu negócio.

 

Provavelmente, o caso mais conhecido é o smartphone (com as suas apps e acesso à informação) que não é só um telefone. Acaba por penetrar noutros setores de atividade, através de apps e funcionalidades do mesmo. Está no setor dos jogos, do entretenimento, da fotografia e vídeo, da saúde (com certas funcionalidades que nos podem ajudar a monitorizar certos dados), dos media, GPS e muito mais.

 

Lembro-me de um caso num grande país desenvolvido, onde uma universidade abriu um concurso para a construção de um edifício no seu campus. As propostas recebidas eram competitivas e, numa primeira impressão, não parecia ser fácil determinar qual das construtoras que apresentou proposta seria a vencedora, mas parecia ser fácil identificar uma proposta que não iria vencer – a que tinha sido liderada por uma empresa de telecomunicações. No entanto, após a análise profunda e detalhada feita pela universidade, o concurso foi ganho pela empresa de telecomunicações, porque foi aquela que percebeu que a tecnologia é chave no ensino e o edifício deveria refletir essa componente tecnológica.

 

Tornou-se mais surpreendente quando uma das construtoras que concorreu pertence a um grupo que detém uma grande empresa de telecomunicações, mas não perceberam que tinham dentro do seu grupo empresarial a combinação vencedora para este projeto.

 

A vencedora ganhou porque teve uma perspetiva diferente que lhe deu vantagem, surpreendendo os seus concorrentes. No seu negócio, já identificou alguma perspetiva diferente que o possa fazer ganhar outros clientes?

 

Gestor e docente convidado do ISCTE-IUL

Artigo em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub