Fernando  Sobral
Fernando Sobral 14 de Dezembro de 2016 às 09:39

Os russos vêm aí? Trump e as amizades com Putin

Muita da imprensa norte-americana que alinhou com Hillary Clinton está em pé de guerra: vê por todo o lado uma aliança entre Donald Trump e Vladimir Putin. Os russos vêm aí?
As notícias são capazes de ser exageradas. Mas a presumível nomeação de Rex Tillerson, o CEO da Exxon Mobil, para o poderoso posto de secretário de Estado, depois de umas "brincadeiras" com a hipótese Mitt Romney, lançou dúvidas se a "quinta coluna" está ao assalto da Casa Branca. Tillerson tem há muito boas relações com os russos. Marco Rubio, senador da Florida, e uma voz muito influente no sector republicano, escreveu no Twitter, agora o meio favorito de debate nos EUA: "Ser 'amigo de Vladimir' não é um atributo que eu espero de um secretário de Estado." Afinal Putin condecorou Tillerson com a russa Ordem da Amizade. Veremos como irá o Senado apreciar esta nomeação que todos dão como certa.

No Washington Post, Eugene Robinson escreve: "Meu Deus. Estamos prestes a nomear como Presidente um homem cuja eleição, segundo a CIA, foi auxiliada por uma operação de inteligência russa. Não podemos pretender que isto não aconteceu. Ele está prestes a nomear como secretário de Estado um homem - o CEO da ExxonMobil, Rex Tillerson - cuja mais relevante qualificação é a sua longa relação com Vladimir Putin. Parece-vos uma boa ideia? A mim não." Na Newsweek, Peter Suderman avança noutro sentido, o da relação do poder de Trump com os negócios: "Ele não acredita que o papel do governo é criar regras claras e deixar que a competição no mercado deixe as coisas funcionar. Pelo contrário ele pensa que o governo deve trabalhar directamente com os interesses privados, escolhendo vencedores e perdedores - e que os seus próprios projectos, em particular, merecem estar no lado dos vencedores." Irá Trump aproveitar o seu papel de Presidente para aumentar o seu império pessoal? Se verá.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar