Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 03 de setembro de 2017 às 21:30

Passos Coelho tem razão nos consensos

Passos Coelho recusou o consenso com o PS para os grandes investimentos no pós-2020. Fez bem.

A proposta de António Costa limitava-se à área que menos interessa para o futuro do país: o betão. E o facto de se ter limitado aos investimentos pós-2020 mostra que não percebeu nada dos erros

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião19
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Luís Há 2 semanas

Camilo pede o mentiroso em casamento e ide de lua de mel para outra galáxia Ide

É deixa-los viver a sua ilusão, mas acordam, um di Há 2 semanas

Esta gente de esquerda é batoteira, tudo manipulam e não tem pejo em fazer afirmações mentirosas. Tudo serve para enganar a opinião pública e estão convencidos que falam a verdade. Trastes que não enxergam ou não querem enxergar a realidade da vida, vivem de ilusões e quimeras, a realidade é outra

Nem para a despesa de um mês dava, tudo gastaram Há 2 semanas

Ao senhor dos números da divida, esqueceu-se de dizer que Sócrates tinha escondido perto de 41 mil milhões que a TROIKA obrigou o governo anterior a incluir na divida mas, ficaram ainda 18 mil milhões em depósitos e, quando Passos Coelho recebeu o governo, havia somente 300 milhões




eusebio manuel vestias Pecurto Há 2 semanas

Sir. Passos Coelho quando as empresas como a Volkswagen começam a fazer prognósticos positivos sobre o nosso pais podemos crer que uma pequena luz o fim do túnel esta ascendendo Ainda terei um Volkswagen

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub