Celso  Filipe
Celso Filipe 07 de Dezembro de 2016 às 09:31

Paulo Macedo, competências e salário. O folhetim continua

Será que a escolha de Paulo Macedo para liderar a Caixa vai acabar com o vendaval mediático que assolou o banco público?

João Miguel Tavares, no Público, considera que continuar a discutir o salário do presidente da Caixa "é uma conversa absurda". "Esta ridícula contradição entre o desinteresse generalizado acerca dos prejuízos da Caixa e o interesse superlativo quanto aos ordenados da administração não faz pinga de sentido."

Para Paulo Baldaia, no Diário de Notícias, se o poder político quer fazer a discussão do salário, "o mínimo que se pode pedir é que assuma as consequências daquilo que diz". Ou seja, "legislem. Assumam que não precisam dos melhores na Caixa ou que, precisando deles, exigem que eles sejam bons samaritanos, disponíveis para fazer serviço público perdendo dinheiro."

"A CGD não precisa de um tipo baratinho e sacrificado. Precisa do melhor nome possível que exista no mercado, ainda que pago a peso de ouro", diz João Miguel Tavares.

No Correio da Manhã, Almeida Henriques concede que Paulo Macedo "é um excelente nome para liderar o banco público", mas adianta que esta constatação "não destrunfa as críticas à condenável trapalhada dos últimos sete meses de Governo neste dossiê, nem é por si só tábua de salvação da crise que se abriu na Caixa, como fez bem em assinalar Pedro Passos Coelho".

Pedro Tadeu, no DN, tem uma opinião contrária. "Parece ser uma pessoa incompetente em incorporar nos objectivos da sua folha de Excel as dificuldades reais das pessoas comuns", argumenta o articulista . E acrescenta: "É esta incompetência que, agora, vai gerir a CGD, um banco público que deveria ter como prioridade ajudar as pessoas comuns... Tem tudo para correr mal."



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


FIDEL - O HERÓI DA ESQUERDA NÃO PASSA DE UM RELES CRIMINOSO.

- Mandou matar mais de 9000 cubanos (que se saiba).

- Roubou mais de 900 milhões de dólares ao povo cubano, para a sua fortuna pessoal e da família (que se saiba).

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana


FIDEL - O HERÓI DA ESQUERDA NÃO PASSA DE UM RELES CRIMINOSO.

- Mandou matar mais de 9000 cubanos (que se saiba).

- Roubou mais de 900 milhões de dólares ao povo cubano, para a sua fortuna pessoal e da família (que se saiba).