Alexandre Real
Alexandre Real 18 de dezembro de 2017 às 19:30

Pela rama! Somos bárbaros nas redes sociais e brandos na vida real!

É certo que as redes sociais são algo que está impregnado na nossa sociedade atual.

É positivo? É Negativo?

 

Como em quase tudo na vida, pode ser positivo ou negativo depende do bom ou mau uso.

 

Nos últimos dias tenho assistido ao constante linchamento de pessoas em plenas redes sociais, é certo que determinadas pessoas não fazem um bom uso dos poderes que lhes são conferidos, no entanto e certamente durante o seu percurso de vida seguramente contribuíram com coisas positivas.

 

Que fique claro que não estou a apoiar atitudes menos idóneas, no entanto o que vejo nas redes sociais é um linchamento que em nada contribui para uma sociedade melhor.

 

Todos já errámos e certamente que iremos errar muito pela vida fora.

 

Gostaria que as pessoas que partilham atitudes erradas de outrem, tivessem mais compaixão pelos erros alheios e que contribuíssem com soluções para a resolução dos problemas, porque não tenhamos dúvidas que muita coisa acontece erradamente por culpa de todos nós…

 

Somos bárbaros nas redes sociais e brandos na vida real!

 

Desejava que as redes sociais funcionassem como um verdadeiro elemento de construção de uma sociedade melhor e não como um purgatório público.

 

A propósito gostaria de realçar ainda o excelente papel dos jornalistas que descobrem e publicitam a todos factos ocultos e verdadeiros casos de polícia que caberá à justiça julgar.

 

É por isso que é fundamental a todos os níveis termos uma classe de jornalistas forte e independente. O bom jornalismo é o garante de uma sociedade melhor.

 

Numa era de "fake news" e de informação manipulada e quando apenas alguns players económicos a nível mundial detém o acesso à informação na internet é deveras importante que tenhamos um contra-poder.

 

Não tenhamos dúvidas que o bom jornalismo será um bom garante de uma sociedade mais sã e próspera.

 

Agora também é importante sabermos destrinçar o bom do mau jornalismo.

 

Exemplo de mau jornalismo é quando se fazem diretos de incêndios, sabendo que está comprovado que essas imagens incitam determinados tipo de pessoas a incendiarem outros locais. Outro exemplo de mau jornalismo são os diretos que se fazem todos os anos nas temporadas de férias nas zonas das portagens onde aparece um jornalista a mencionar o facto de existir uma maior densidade de trânsito nas autoestradas, o que nos acrescenta de valor?

 

Para completar o bom trabalho das/dos jornalistas a restante sociedade deverá empoderar os bons e expurgar as/os jornalistas superficiais que em nada contribuem para o nosso desenvolvimento em sociedade. No entanto enquanto cidadãos não nos devemos de desresponsabilizar de todos os dias contribuirmos para a construção de uma sociedade melhor, focando-nos em soluções e não constantemente em partilhar problemas…

 

Gestor e Professor Universitário

 

Artigo em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

pub