Fernando  Sobral
Fernando Sobral 22 de Novembro de 2016 às 09:37

Sarkozy eclipsou-se. Fillon surpreendeu. Marine espera

As eleições presidenciais francesas vão ser determinantes para o futuro da Europa. Se Marine Le Pen ganhar, será o fim da União Europeia.

A esquerda está estilhaçada. Para a vencer resta um bom candidato de direita: nas primárias François Fillon surpreendeu, Alain Juppé ainda se aguentou e Sarkozy foi varrido. Daqui a uma semana saber-se-á se "o pobre tipo", como Sarkozy chamava a Fillon, ou "Mister Nobody", como o alcunhavam outros, será o candidato da direita. Ninguém estava à espera do renascimento de Fillon. Este é favorável à reaproximação com a Rússia e com Bashar al-Assad para destruir o Daesh. Quer reformar a União Europeia e quer cortar bastante na despesa pública. E quer proibir o burkini. Alexis Brézet, no Le Figaro, escreve: "A sua autoridade serena nos debates televisivos fez o resto. Candidato de síntese, mais firme do que Juppé, mais calmo do que Sarkozy, François Fillon encarna a 'direita tranquila', e encontrou-se com o seu destino."

Já no Libération, Alain Auffray sustenta: "Ele, o 'mais bem preparado', o que diz 'a verdade' e que impôs este princípio à sua família política, arriscava-se a ser um espectador. Seria injusto. Com o seu programa thatcheriano, o antigo primeiro-ministro ganhou cedo o favor dos empresários. Mas precisava de mais. Não foi procurar muito longe: encontrou isso nas suas raízes, nos redutos católicos conservadores." Já no L'Obs, Mael Thierry defende: "(Sarkozy) não reparou que o povo da direita procurava um novo campeão para ganhar em 2017 e que o antigo presidente, que já fora derrotado, não era visto como o mais bem colocado." E acrescenta: "As pessoas viram em Fillon a síntese de Sarkozy e Juppé: o bom lado de Juppé, a calma, a autoridade, a seriedade. E o bom lado de Sarkozy: convicção, autoridade." Contados os votos da primeira volta avançamos agora para saber o que nos reservará a escolha final.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Gatunos Há 1 semana

Faço votos para que Marie le Pen ganhe as eleições , pois estou farto da escumalha em que se transformou a UE e farto das nossas elites puros gatunos e traidores que assassinaram o escudo e só sabem parir dividas, bancarrotas e venderem Portugal em saldo.

pub
pub
pub