Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 28 de agosto de 2017 às 21:30

"Uma grande greve!" Ou um tiro no pé???

Quando pensávamos que já tínhamos visto disparates suficientes, o sindicato dos trabalhadores da Autoeuropa consegue surpreender…

A polémica é conhecida: a Autoeuropa vai produzir o T-ROC, o SUV compacto da VW para o segmento mais "hot" do mercado automóvel. Para responder à procura, propôs aos trabalhadores a laboração ao sá

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Os comunas do Barreiro, almada e seixal cheira mal 03.09.2017

Pois sim. A gente sabe perfeitamente como são os preguiçosos da margem sul, falam dos direitos dos trabalhadores etc mas são os primeiros a lixar os postos de trabalho. Já fizeram no passado com a Cuf e voltarão a destruir de novo. Será implosão dos sindicatos, depois chorem seus merd@s

Daniel 01.09.2017

Caro Sr. Camilo, recomendo a leitura:
https://www.facebook.com/tiago.franco.735/posts/10155592986122836

Miguel 01.09.2017

Os sindicatos apenas têm a força que os seus associados lhes quiserem dar e isso reflete-se nas adesões às greves. Se a greve teve sucesso é porque talvez, apenas talvez, os trabalhadores da Autoeuropa se sentem injustiçados! E quem não sentiria o mesmo a trabalhar ao sábado naquelas condições?

Miguel 01.09.2017

São todos lestos a criticar a greve mas quantos já pararam um pouco para se colocarem no lugar dos trabalhadores da Autoeuropa? É fácil criticar por detrás de um ecrã de computador quando os problemas são alheios mas queria ver quantos aqui aceitariam trabalhar ao sábado nas condições propostas.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub