Raquel Godinho
Raquel Godinho 05 de fevereiro de 2018 às 22:12

Vale a pena investir em Israel?

As últimas sessões têm sido marcadas por uma correcção nos principais mercados accionistas mundiais. E esta recente aversão ao risco dos investidores tem sido justificada pelos receios em torno de uma maior agressividade dos bancos centrais na alteração da política monetária.

É em contextos como este que se destacam as alternativas de investimento com bons desempenhos. É o caso de um ETF que replica as "ciberacções" de Israel. Este ETF que segue o desempenho do sector tecnológico, o ITEQ, consegue uma valorização de 30% no último ano, refere a CNBC. E a expectativa é de que a escalada não tenha fim para já. Isto porque, segundo os analistas, a economia de Israel deverá registar um crescimento anual de 3,5% em cada um dos próximos dois anos. E as empresas tecnológicas têm estado em destaque neste bom momento económico, apesar de estarem pouco representadas nas carteiras de muitos investidores americanos e até israelitas. Contudo, actualmente, há 95 empresas israelitas a negociar no Nasdaq. Por isso é que, em 2015, foi lançado este ETF que tem brindado os investidores com retornos simpáticos. Vale a pena abrir horizontes e explorar outras oportunidades.

 

Jornalista