Raquel Godinho
Raquel Godinho 07 de setembro de 2017 às 20:37

Vencido pelo mercado ou pelo cansaço?

Ao longo dos últimos sete anos, Mark Hart antecipou a queda da moeda chinesa. E não se resumiu a esperar que isso acontecesse. Apostou nesta perspectiva. No total, investiu 240 milhões de dólares.

E perdeu dinheiro. Muito dinheiro, revela a Bloomberg. E perdeu também clientes. A dimensão das perdas foi tal que, em 2017, o gestor de fundos do Texas resolveu mudar de ideias. E, se no ano passado, acreditava que o yuan ia cair mais de 50%, agora está optimista em relação à moeda.

Mas porque demorou tanto tempo a ceder? Talvez porque tenha feito duas previsões acertadas: a crise do crédito hipotecária nos Estados Unidos e a crise da dívida soberana na Zona Euro. Além disso, o fundador da Corriente Advisors acredita que a reunião do G-20 do último ano representou um ponto de viragem, já que acredita que tenha havido um acordo tácito entre os líderes mundiais para travar a queda do yuan. A verdade é que, em Dezembro, a moeda travou um ciclo de quedas de três anos que, contudo, nunca se aproximaram das perdas estimadas pelo gestor. E acumula uma valorização de cerca de 7% este ano para negociar em máximos do ano face ao dólar. Hart foi vencido pelos acontecimentos do mercado ou pelo cansaço?

 

Jornalista

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub