Economistas Como as importações impulsionam o emprego 23.03.2017 Anne Krueger
As importações de baixo custo, em vez de "destruírem" os empregos dos americanos estão, na verdade, a sustentá-los. E quando as empresas conseguem crescer como resultado da sua maior competitividade no país e no exterior, criam ainda mais empregos.
Economistas Não chorem pelas empresas norte-americanas 22.03.2017 Stephen Roach
É exagerado haver lamentações sobre o estado dos lucros das empresas nos Estados Unidos. As estatísticas do Departamento do Comércio mostram que os lucros das empresas depois dos impostos fixaram-se em uns sólidos 9,7% do rendimento nacional no terceiro trimestre de 2016.
Economistas América primeiro também na regulação financeira? 21.03.2017 Howard Davies
A ausência de um acordo especial entre a União Europeia a 27 e o Reino Unido, levará os reguladores da União Europeia e britânicos a juntarem-se em Basileia e não na Autoridade Bancária Europeia.
Simon Johnson A próxima crise financeira 20.03.2017 Simon Johnson 38
Pessoas poderosas querem eliminar as restrições aos bancos nos EUA e no Reino Unido. Por exemplo, é expectável que a Regra Volcker fique sob grande pressão do Goldman Sachs e dos seus muitos antigos alunos que ocupam agora cargos no governo dos Estados Unidos.
Economistas Europa ou anti-Europa? 19.03.2017 Michael Spence
Se não houver uma mudança nas políticas e na trajectória económica, os disjuntores políticos vão disparar em algum ponto, tal como aconteceu nos Estados Unidos e no Reino Unido.
Há 1 semana
Jeffrey Sachs Os três Trumps 16.03.2017 Jeffrey D. Sachs
Os desafios judiciais às acções executivas, as lutas com os meios de comunicação, as tensões decorrentes do aumento dos défices orçamentais e as novas revelações sobre Trump e a Rússia vão manter a panela a ferver e o apoio público de Trump poderá evaporar.
Economistas Como ser um mau líder 15.03.2017 Lucy P. Marcus 21
O impensável pode acontecer como aconteceu no Reino Unido, com a votação a favor do Brexit e como pode acontecer em França, se Marine Le Pen, da extrema-direita, alcançar a presidência. Mas o que acontece em democracia é apenas o que as pessoas permitem.
Economistas Cidadãos globais, ócios nacionais 14.03.2017 Dani Rodrik
Temos de viver no mundo que temos, com todas as suas divisões políticas, e não no mundo que desejávamos ter. A melhor maneira de atender aos interesses globais é cumprir as nossas responsabilidades para com as instituições políticas que interessam: aquelas que existem.
Economistas Economistas em negação 13.03.2017 Robert Skidelsky
O Banco de Inglaterra admitiu que o Brexit iria criar um período de incerteza, o que seria mau para as empresas. Mas a nova situação criada pelo Brexit foi muito diferente do que os políticos, e os seus ouvidos sintonizados com a City de Londres, esperavam.
Economistas O universo ético alternativo de Trump 12.03.2017 Lucy P. Marcus
Depois de assumir uma posição poderosa, nenhum líder efectivo no governo, empresas ou noutro qualquer sítio vai desconsiderar publicamente o seu futuro staff; ataca em resposta a qualquer e todas as críticas; menospreza figuras públicas de prestígio; ou recusa aprender sobre questões que ele, ou ela, terão de endereçar. Trump fez tudo isto e ainda mais.
pub