Ontem
Editorial O elo fraco, em casa como no trabalho 26.04.2018 Manuel Esteves
Nas suas propostas para a habitação, o Governo preferiu não mexer na relação de poder entre senhorios e inquilinos, optando antes por criar incentivos fiscais para que aqueles baixem as rendas e façam contratos mais duradouros. Será suficiente?
Anteontem
Celso Filipe Passado. Para sempre 25.04.2018 Celso Filipe
Antes do 25 de Abril de 1974...
André Veríssimo Política Antipopulista Comum 23.04.2018 André Veríssimo
Em Paris e Berlim, há a convicção de que se está perante a última oportunidade para combater o crescimento dos populismos extremistas, em particular em França, país sem o qual a União Europeia não existe. O próximo orçamento plurianual é uma peça-chave desse propósito.
Celso Filipe As três leis do imobiliário 22.04.2018 Celso Filipe 166
Neste momento, há três leis a funcionar no mercado nacional do imobiliário, a da procura, a da oferta e a da ganância. O fenómeno não é novo (lembra-se da bolha tecnológica?), mas adquire outros contornos devido ao activo em questão, as casas. E também não é um fenómeno à escala nacional.
Há 1 semana
Celso Filipe Os acordos de qual regime? 19.04.2018 Celso Filipe
Os acordos entre o Governo e o PSD em duas matérias, a descentralização (eufemismo para regionalização) e os fundos comunitários, têm sido vistos como uma ressuscitação do bloco central. Em termos teóricos, essa é uma evidência. Os dois partidos, do chamado arco do poder, chegam a acordo em assuntos estruturantes, uma novidade dos últimos tempos.
André Veríssimo O défice de ética 18.04.2018 André Veríssimo 54
A política portuguesa tem um problema com viagens: as de secretários de Estado para ir ver o Europeu de futebol pagas por empresas; as oferecidas por tecnológicas a altos quadros do Estado que depois lhes compram serviços; e agora as pagas pelos contribuintes a deputados que já recebem um subsídio pelas mesmas.
Manuel Esteves Austeridade, não. Contenção, sim 17.04.2018 Manuel Esteves 20
O relatório do Conselho de Finanças Públicas mostra que a política orçamental foi restritiva e contracíclica. Isso não significa que tenha havido austeridade, mas prova que houve muita contenção na despesa.
Celso Filipe As impressões e as verdades 16.04.2018 Celso Filipe
Os motores já estão a aquecer para as legislativas de 2019 e durante este processo poderão até acontecer partidas em falso que penalizem a sofreguidão dos contendores. Assim, embora sendo prematuro tirar conclusões definitivas, já é possível constatar tendências que devem provocar inquietação, tanto em São Bento como no Largo do Rato.
Manuel Esteves O programa de Centeno 15.04.2018 Manuel Esteves 21
A esquerda critica porque discorda. A direita discorda porque critica. E pelo meio Centeno faz o que antes parecia impossível: acelera o ritmo de consolidação ao mesmo tempo que trava a austeridade. Parece mentira? Chama-se crescimento económico.
Há 2 semanas
André Veríssimo Não dá para facilitar 12.04.2018 André Veríssimo
A perspectiva de que Portugal pode pôr em pausa ou mesmo afrouxar o esforço de consolidação orçamental, defendida mais à esquerda, ignora que o país corre uma maratona pela resiliência futura que não só não terminou como nem sequer vai a meio. A forte procura e o baixo juro conseguido na emissão de dívida pública de quarta-feira são um testemunho da confiança que o país conseguiu conquistar.