Cronista
Celso Filipe Jornalista

Nasceu em 1964 e é actualmente subdirector do Jornal de Negócios. Frequentou o 4º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a actividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redacção. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Celso Filipe A história tem um lado certo 16.08.2017 Celso Filipe
Charlottesville "é uma história com dois lados", declarou o Presidente dos Estados Unidos referindo-se aos confrontos entre supremacistas brancos e nazis e defensores dos direitos humanos, alegadamente conotados com a extrema-esquerda. Primeiro, Trump desvalorizou os acontecimentos, num segundo momento, condenou os supremacistas brancos e, por fim, partilhou as responsabilidades.
Celso Filipe Tudo bons rapazes 15.08.2017 Celso Filipe 30
A partir do momento em que Isaltino Morais anunciou a sua candidatura a Oeiras, entrando em compita com o seu ex-delfim e actual presidente da Câmara, Paulo Vistas, percebeu-se que a eleição autárquica neste concelho possuía todos os ingredientes para se tornar polémica, mais que não fosse pela putativa troca de argumentos acesos entre ambos.
Celso Filipe O imprudente e o ditador 09.08.2017 Celso Filipe
As comparações entre Donald Trump e Kim Jong-un são manifestamente exageradas e descabidas, embora a megalomania seja um traço de carácter de ambos. Entre um e outro existe uma diferença substantiva: Trump foi eleito democraticamente, Kim Jong-un é um ditador dinástico. Nos Estados Unidos existe liberdade e pluralidade, na Coreia do Norte os cidadãos são controlados ferreamente e não têm opção de escolha.
Celso Filipe A rede da vergonha 07.08.2017 Celso Filipe 64
Desde 2010 que o SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal) regista falhas. Esta constatação é feita em relatórios de desempenho da autoria da própria empresa e foi ontem noticiada pelo Jornal de Notícias.
Celso Filipe Adeus, Senhor Américo 14.07.2017 Celso Filipe 62
As conversas telefónicas com Américo Amorim eram invariavelmente iguais. Bom dia (ou boa tarde) Senhor Américo, como está. Diga lá. Queria saber a sua opinião sobre… Não tenho nada a dizer. Mas não acha que… Olhe, é assim, palavra seguida por uma, duas ou três frases curtas e a interrogação: já lhe chega?
Celso Filipe Costa deixa PT sem rede 13.07.2017 Celso Filipe 580
A resposta do primeiro-ministro esteve longe de ser fruto de um arrebate. Foi ponderadamente feroz e é um ataque ao grupo Altice, dono da PT Portugal.
Celso Filipe Quando é bom pisar a terra 11.07.2017 Celso Filipe
O Governo está a navegar por mares tumultuosos. A demissão de três secretários de Estado, a fragilidade de dois ministros decorrente da tragédia de Pedrógão Grande e do roubo de Tancos e a celeuma etérea em torno das cativações foram os elementos que desencadearam a tempestade num mar que era chão.
Celso Filipe A remodelação que é uma tripla 06.07.2017 Celso Filipe
Anunciar, para breve, uma remodelação governamental, é o mesmo que fazer uma tripla num jogo do totobola. É impossível errar. A remodelação está em marcha, mais que não seja na cabeça de António Costa, porque é ele que vai decidir quem sairá do Governo e quando é que isso acontecerá.
Celso Filipe Vem aí uma nova Europa? 05.07.2017 Celso Filipe 31
França arquitectada por Emmanuel Macron é um dado novo que promete desviar ainda mais o eixo do poder da União Europeia para a latitude alemã. Por razões ideológicas ou de conveniência, a França vinha sendo, até à eleição de Macron, um contra-poder à Alemanha. Macron pretende mudar este posicionamento e para mostrar a Angela Merkel que está empenhado em concretizar a sua visão promete uma reforma do trabalho em França, destinada a tornar o país mais competitivo.
Celso Filipe A guerra do Solnado 03.07.2017 Celso Filipe 56
Não fosse a gravidade dos factos o roubo de armamento em Tancos seria material de primeira água para reinventar a guerra do Sonaldo, que ainda hoje, pelo seu "nonsense", é uma peça brilhante de comédia.