Cronista
Celso Filipe Jornalista

Nasceu em 1964 e é actualmente director-adjunto do Jornal de Negócios. Frequentou o 4.º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a actividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redacção. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Celso Filipe A galinha dos ovos podres 20.06.2018 Celso Filipe
Os feitos de Cristiano Ronaldo no Mundial da Rússia têm um efeito anestesiante e transportam o futebol para a dimensão emocional, aquela que marca a diferença desta indústria face a todas as outras. É bom para a auto-estima colectiva e seria estulto menorizar este seu relevante papel social.
Celso Filipe A telenovela da TVI 18.06.2018 Celso Filipe
Desde 28 de Maio que já se sabia o desfecho que iria ter a compra da TVI por parte da Altice. Nesse dia, a Autoridade da Concorrência (AdC) informou o grupo francês que tinha chumbado os “remédios” apresentados por este para concretizar a operação, sustentando a decisão em dois pilares: o negócio não protegia os interesses dos consumidores nem garantia a concorrência no mercado.
Celso Filipe O ópio de (quase) todos 13.06.2018 Celso Filipe
O Mundial de futebol arranca hoje na Rússia. O ópio de (quase) todos dos tempos modernos alimentará sonhos, vai fazer parar países, encher páginas de jornal e colonizar as televisões. As vitórias irão insuflar o ego colectivo, as derrotas terão o efeito de procrastinar a glória. Como sempre sucedeu e se repetirá agora.
Celso Filipe O Governo impossível 05.06.2018 Celso Filipe
O novo Governo espanhol, liderado por Pedro Sánchez, será irremediavelmente transitório, mas é também a oportunidade para o PSOE se projectar de novo como partido no poder, depois do fraco resultado obtido nas legislativas de Junho de 2016.
Celso Filipe A paciente alemã 04.06.2018 Celso Filipe
A chanceler alemã, Angela Merkel, é sempre uma boa opção quando se trata de carpir mágoas sobre o estado precário da Zona Euro e a falta de solidariedade da União Europeia. Seja porque a Alemanha tem posições de força, vexatórias para os alvos a que se dirige, ou, narrativa alternativa, porque não se empenha o suficiente para construir uma União Europeia mais equilibrada.
Celso Filipe Uns protestam, todos pagam 28.05.2018 Celso Filipe 34
“Este é um assunto altamente inflamável, como vários governos podem comprovar.” O aviso foi feito neste espaço, precisamente há seis dias, a propósito da subida constante dos preços dos combustíveis nas últimas semanas. Não era preciso ter dons de adivinhação para chegar a esta conclusão e prever que os protestos se iam tornar inevitáveis. Assim aconteceu.
Celso Filipe O imposto inflamável 23.05.2018 Celso Filipe 181
Em 2016, quando criou o imposto adicional às taxas do ISP, o Governo prometeu que a medida seria neutral e que haveria uma correcção caso os preços subissem. Acontece que durante estes anos o Governo teve um aliado precioso, a baixa do preço do barril de petróleo, para fazer esta medida passar pelos pingos da chuva.
Celso Filipe A grande bota para (des)calçar 22.05.2018 Celso Filipe
O novo governo de coligação de Itália, formado pelo Movimento 5 Estrelas e a Liga, constituirá um teste de fogo para o euro e a União Europeia. A promessa de regeneração de Itália, protagonizada por Matteo Renzi, primeiro-ministro italiano entre Fevereiro de 2014 e Dezembro de 2016, esfumou-se, e a aura do próprio, visto com uma espécie de Tony Blair 2.0, foi efémera.
Celso Filipe O interior pelo interior 20.05.2018 Celso Filipe 20
Em 1998, Portugal realizou um referendo sobre a regionalização. A proposta foi chumbada por larga margem, 60,9% contra, 35% a favor.
Celso Filipe Angola + Portugal = ? 15.05.2018 Celso Filipe
A 23 de Janeiro deste ano, Orlando Figueira, acusado de corrupção, declarou em tribunal: “Onde se lê Manuel Vicente na acusação, devia ler-se Carlos Silva.” Nesse dia, a acusação de que o ex-vice-presidente de Angola tinha corrompido o procurador português caiu por terra.