Cronista
Tiago Freire
Licenciado em Direito pela Universidade Lusíada de Lisboa, começou no jornalismo no ano 2000, na Agência Lusa. Esteve cinco anos na agência, na equipa de Economia, passando de seguida para o Diário Económico, onde trabalhou durante dez anos. Neste jornal, foi redactor, coordenador, editor e subdirector, entre 2014 e 2016. É subdirector do Jornal de Negócios desde Maio de 2016.
Tiago Freire O que falta para cumprir Abril 25.04.2017 Tiago Freire
O 25 de Abril e o 10 de Junho são ocasiões propícias para colocar o país no divã.
Tiago Freire Os bons exemplos do futebol 05.04.2017 Tiago Freire
No meio de todos os seus defeitos, a adaptação das SAD ao mundo do mercado de capitais foi um factor de inegável modernização.
Tiago Freire A encruzilhada de Roma 27.03.2017 Tiago Freire
Nas lendas, as encruzilhadas são sempre lugares mágicos, sobrenaturais, e o local mais indicado para contactos com o próprio demónio.
Tiago Freire Filhos e enteados 22.03.2017 Tiago Freire 33
A esquerda bem tem tentado colocar a revisão da legislação laboral no topo das prioridades políticas. Entende-se porquê: tanto Bloco, como PCP e sobretudo a CGTP sabem que esta pode ser uma oportunidade única para ter uma influência decisiva sobre um governo.
Tiago Freire De que independência falamos? 17.03.2017 Tiago Freire
Quando falamos das relações entre o Governo e o Banco de Portugal, toda a gente tem telhados de vidro e desde há muitos anos.
Tiago Freire O cerco ao castelo 08.03.2017 Tiago Freire 45
Quem não acompanha de perto as questões da banca e da supervisão poderá pensar, pelo tom mediático e político da última semana, que acaba de falir mais um banco em Portugal ou que Carlos Costa foi apanhado a assaltar um balcão.
Tiago Freire O que faz falta 02.03.2017 Tiago Freire
Não é animar a malta, até porque nisso o Governo coloca bastos esforços, e até com apreciáveis resultados. Os últimos números da economia portuguesa são bons, mas não resolvem os problemas de fundo.
Tiago Freire Três anos, dez meses, 28 dias 21.02.2017 Tiago Freire 24
São apenas 31 dias no cargo, mas os suficientes para que tenha sido criado um contador decrescente que marca a data da sua (eventual) saída. Se não for reeleito, faltam três anos, dez meses, 28 dias e qualquer coisa.
Tiago Freire A chico-espertice do Governo 14.02.2017 Tiago Freire 92
Há uma linha de actuação que se insinuou, e finalmente se impôs na sua clareza. Desde a derrota eleitoral de 2015, da forma como conseguiu fazer o inédito, António Costa habituou-nos a soluções pouco convencionais, mas inegavelmente eficazes.
Tiago Freire Centeno mentiu? A semântica dá uma ajuda. 08.02.2017 Tiago Freire 144
Até lá, há muita semântica. E esta não chega para fazer cair um ministro que António Costa quer muito segurar.