Anteontem
Celso Filipe Trump, o prolixo 28.04.2017 Celso Filipe
Entre a meia-noite e as 17h00 de ontem, Donald Trump publicou 13 mensagens no Twitter, ora revelando telefonemas mantidos com os Presidentes do Canadá e do México para renegociar os acordos comerciais, ora acusando o Partido Democrata de vários desmandos, tais como o de colocar em risco a segurança dos militares norte-americanos.
Raul Vaz O que o tempo não apaga 27.04.2017 Raul Vaz 23
Sobre Fernando Ulrich escrevi, enquanto colunista deste jornal e na circunstância da época, o texto – titulado "2007, ano Ulrich" – que se segue.
Tiago Freire O que falta para cumprir Abril 26.04.2017 Tiago Freire
O 25 de Abril e o 10 de Junho são ocasiões propícias para colocar o país no divã.
André Veríssimo Um anjo ainda sem asas 24.04.2017 André Veríssimo
Portugal é um "anjo caído" na gíria dos "ratings". Perdeu as asas em 2011 quando entrou no "lixo". E expia ainda os seus pecados. Até quando?
Há 1 semana
André Veríssimo A França obrigada a mudar 21.04.2017 André Veríssimo 23
Somos gatos escaldados e há razões fundadas para termos medo de no domingo apanhar outro balde de água fria, mesmo que esse seja o cenário menos provável. Desde logo porque as presidenciais francesas são muito mais determinantes para o futuro colectivo da Europa e da Zona Euro do que o Brexit ou a eleição de Donald Trump.
Raul Vaz Portugal sem abrigo 20.04.2017 Raul Vaz
Está este nosso mundo contente. Está porque, afinal, a economia vai crescer e o diabo meteu férias. Diz o FMI, diz o Conselho de Finanças Públicas, diz o Governo, diz o Presidente da República, diz o mafarrico. Mas as duas economistas que odeiam facilitar e não querem fazer política (Teodora e Lagarde) já avisaram: crescemos em 2017, mas vamos estagnar em 2018. Não há milagres. Tudo volta a ser passageiro.
Celso Filipe May(be)* 19.04.2017 Celso Filipe
A primeira-ministra inglesa surpreendeu, ao pedir a marcação de eleições antecipadas no Reino Unido para 8 de Junho. Com o seu partido, os Conservadores, confortavelmente instalados nas sondagens, Theresa May considerou este o melhor momento para reforçar o seu poder através do voto. May tem argumentos atendíveis para justificar esta opção.
André Veríssimo A outra ajuda à banca 18.04.2017 André Veríssimo 108
Depois de ir em auxílio da banca nela injectando dinheiro, o Estado ajuda agora abdicando de o receber. À falta do banco mau, esta é uma forma de atenuar esse grande mal que ainda corrói o balanço dos bancos que se chama crédito malparado.
Celso Filipe A economia e a TV da sala 17.04.2017 Celso Filipe
Em 1995, no primeiro Governo de António Guterres, a participação de um jornalista de economia numa visita ao estrangeiro do primeiro-ministro, era uma bizarria.
Há 2 semanas
André Veríssimo Centeno, o anti-Costa 13.04.2017 André Veríssimo 24
Centeno o académico, Centeno o tímido, Centeno o dos e-mails da Caixa, Centeno o político inábil, Centeno o que se devia demitir, Centeno o do défice além de Bruxelas. E, no entanto, Centeno o ministro mais popular do Governo.
pub