Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 21 de agosto de 2018 às 20:29

E Donald Trump, não manipula o mercado?

Donald Trump lançou-se, nos últimos dias, numa investida contra a Reserva Federal, contra a Europa e contra a China e os seus respectivos bancos centrais.

O presidente dos EUA voltou a criticar a política monetária prosseguida pelo banco central dos EUA, defendendo que, enquanto o Banco Central Europeu (BCE) e o banco central chinês ajudam as suas moedas, a Fed está a subir as taxas de juro e a sustentar a escalada do dólar. "Não, não estou entusiasmado com a subida de juros da Fed. Não estou entusiasmado", reiterou o inquilino da Casa Branca em entrevista à Reuters, esta segunda-feira. Mantendo o seu já tradicional tom de ameaça, Donald Trump disse que a China e a Europa vão pagar, através das tarifas, pela manipulação que fazem nas suas moedas. E garantiu que, mesmo sem a ajuda da Fed, os EUA vão ganhar esta guerra comercial. Apesar de grande parte da fraqueza das divisas chinesa e europeia serem justificadas pelas tarifas e pelos receios que estas taxas tenham um impacto negativo na economia, Trump prefere atirar a responsabilidade da valorização do dólar para a Fed, que tem prosseguido uma política de normalização das taxas de juro. Não se sabe ao certo se a pressão de Trump terá impacto na acção da Fed, mas, para já, o mercado acredita que não.

 

Jornalista

pub