Raquel Godinho
Raquel Godinho 12 de setembro de 2018 às 20:05

O que é que as criptomoedas têm a ver com as dotcom?

2018 ainda não terminou mas, para já, está a ser um ano para esquecer para as criptomoedas. Segundo os dados citados pela agência Bloomberg, o índice MVIS CryptoCompare Digital Assets 10 já desvaloriza 80% desde o máximo atingido no passado mês de Janeiro.

E o valor destas moedas, segundo a CoinMarketCap.com, desceu para 187 mil milhões de dólares, o valor mais baixo em dez meses. Ainda que as moedas digitais sejam um activo recente, esta queda expressiva está muito próxima de outras a que já assistimos em tempos: o tecnológico Nasdaq cedeu 78% durante a bolha das dotcom em 2000. Nesta altura, as empresas que sofriam quedas expressivas actuavam em áreas novas e completamente inovadoras. Também hoje em dia ainda há muita incerteza sobre a validade e as potencialidades das criptomoedas. "Isto apenas mostra a massiva e especulativa bolha que as criptomoedas eram - como muitos de nós em tempos avisámos", disse à agência Neil Wilson, analista chefe da Markets.com. Mas, se as moedas digitais enfrentam um período difícil, o mesmo não podem dizer muitas das cotadas tecnológicas. O Nasdaq tem renovado, nos últimos meses, máximos históricos sucessivos. Ainda vamos dizer o mesmo das criptomoedas?