Cronista
Elisabete Miranda Jornalista

É redactora principal da secção de Economia do Negócios, onde trabalha desde 2006. Antes disso foi jornalista de Mercados e de Economia no Diário Económico. É licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG/UTL) e tem uma pós-graduação em "Gestão Fiscal das Organizações" pelo IDEFE/ISEG/UTL. Ganhou três prémios de jornalismo económico, em co-autoria, atribuídos pelo Santander Totta/Universidade Nova de Lisboa. Nasceu em 1975. 

Elisabete Miranda O Fisco, esse grande "offshore" 07.03.2017 Elisabete Miranda
Uma das definições clássicas de um "offshore" – um território que se alimenta da opacidade – assenta que nem uma luva na Autoridade Tributária. O problema maior no Fisco não é o "bug" nas estatísticas sobre "offshores", é o facto de ele próprio ser um grande "bug" informativo.
Elisabete Miranda Os ricos que mandam nisto tudo e não pagam impostos - parte II 29.01.2016 Elisabete Miranda 22
A passagem pelo Parlamento de José Azevedo Pereira e Helena Borges, antigo e actual responsáveis máximos da máquina fiscal, trouxe-nos informação mais esclarecedora, mas nem por isso menos inquietante, sobre a forma como a carga fiscal se reparte em Portugal.
Elisabete Miranda As 1000 famílias que mandam nisto tudo (e não pagam impostos) 12.12.2015 Elisabete Miranda 463
Depois de ter passado sete anos à frente da Direcção-geral dos Impostos mergulhado num silêncio sepulcral, José Azevedo Pereira concedeu uma entrevista à SIC-Notícias (a segunda no espaço de poucos meses) que vale a pena ouvir.
Elisabete Miranda Riscos e falácias da TSU socialista 07.06.2015 Elisabete Miranda 95
O documento preparado pelos economistas do PS, que esteve na base do programa eleitoral socialista aprovado este fim-de-semana, já toda a gente o disse, tem a virtude de quantificar propostas e de elevar a qualidade do debate. Mas, pelo rumo que os argumentos parecem levar, só quem tiver um modelo de simulação macro-económico no seu computador está habilitado a pôr em causa a bondade de algumas soluções.
Elisabete Miranda Decapitações no Fisco e cobardia VIP 19.03.2015 Elisabete Miranda 974
Paulo Núncio é mais um membro deste Governo a evidenciar uma extraordinária dificuldade em assumir as suas responsabilidades políticas. Quando se trata de facturar sucessos, quer o palco todo para si – faz as vezes de secretário de Estado, de director-geral e até de chefe de finanças de bairro. Quando é preciso dar a cara pelos fracassos não sabe, não conhece, não foi informado, foi até enganado.
Elisabete Miranda As subvenções dos políticos e a consciência constitucional 23.11.2014 Elisabete Miranda 51
O mesmo Governo e o mesmo PSD que há poucos meses acusavam o Constitucional de produzir acórdãos obscuros, sem linha coerente de argumentação, conseguem agora antecipar qual seria a posição dos juízes sobre o corte de subvenções a ex-políticos.
Elisabete Miranda O IRC e as acrobacias do PS 02.11.2014 Elisabete Miranda 41
Há cerca de um ano, o Partido Socialista fez uma pirueta de 180º no que vinham sendo as suas posições políticas e apadrinhou a reforma do IRC, um projecto idealizado pelo Governo e configurado pelo mercado da consultoria fiscal. Um ano depois, com o Orçamento para 2015 à porta, ensaia nova acrobacia para tentar convencer-nos de que não tem nada a ver com o assunto.
Elisabete Miranda IRS: nasceu complicado, tarde ou nunca se simplifica 22.10.2014 Elisabete Miranda 32
Agora que o governo burilou nada menos que "a maior reforma do IRS dos últimos 25 anos", vai ser mais ou menos assim.
Elisabete Miranda Os fundamentalismos do Tribunal Constitucional 21.08.2014 Elisabete Miranda 103
Caro leitor, veja se há alguma coisa de irrazoável nisto. Um corte permanente e definitivo no valor de uma pensão, a ter de ocorrer a pretexto da sustentabilidade dos sistemas públicos, não pode ser cego.
Elisabete Miranda Porque não nascem mais crianças em Portugal? 19.06.2014 Elisabete Miranda 196
Quando há uns anos uma empresa criou o prémio de "pai do ano" para incentivar os pais a ficarem um mês em casa com os recém-nascidos, em substituição das mães, ninguém se apresentou a concurso.
pub