Anteontem
Opinião Folha de assentos 23.02.2018 António José Teixeira
De ódio e tolerância se fazem os dias. Por cá, a política abre portas de diálogo, mesmo que a contestação ao Governo não abrande. O PSD de Rui Rio é frágil, mas quer entrar em jogo. Pode perturbar a já instável relação do PS com os seus parceiros à esquerda, mas valoriza o papel central de António Costa. Entretanto, destila-se ódio no futebol português.
João Quadros Passaram ainda além da Traquitana 23.02.2018 João Quadros 71
Tudo leva a concluir que o PSD é um partido aos pedaços. (…) Se alcunharam o actual Governo de Geringonça, o mínimo é dar o nome de Traquitana a este PSD.
Manuel Falcão A esquina do Rio 23.02.2018 Manuel Falcão
Quando frequentei o Liceu Camões, fui aluno do Professor Magalhães, no tempo em que a Educação Física tinha o nome de ginástica. Ele não se cansava de nos dizer que o desporto era uma escola de respeito pelo outro, de competitividade, de honestidade e perseverança.
Celso Filipe Rio forte, Rio fraco 22.02.2018 Celso Filipe 43
Fernando Negrão foi eleito presidente do grupo parlamentar do PSD com 39% dos votos. Trata-se de um mau resultado comprovado por esta singela constatação: Negrão obteve quase tantos votos a favor (35) como os brancos (32).
Camilo Lourenço O que esconde o pacto para a justiça? 22.02.2018 Camilo Lourenço 64
Se a escolha não foi inocente, o que está por trás da decisão? Provavelmente ela significa que Rio e Costa já tinham chegado, secretamente, a acordo nestas matérias (mesmo antes das eleições no PSD).
Sessão de Abertura Igualdade só mesmo na carga de trabalho 22.02.2018 Patrícia Abreu
Muito se tem discutido o sistema de quotas nas empresas públicas e privadas. Uns levantam o dedo para dizer que a promoção de mais mulheres a lugares de direcção será apenas para cumprir quotas e não por competência.
Armando Esteves Pereira As fragas no sapato de Rui Rio  22.02.2018 Armando Esteves Pereira
O antigo autarca do Porto cometeu um erro de "casting" ao escolher a ex-bastonária da Ordem dos Advogados que dividiu o partido. A primeira impressão do consulado de Rio é a fraga no sapato. 
Bruno Faria Lopes A escolha difícil de António Costa em 2019 22.02.2018 Bruno Faria Lopes
As regras da relação entre economia e política sugerem que Costa vence as legislativas, mas sem maioria absoluta. O PS será partido charneira em posição de maioria. Para onde irá virar? A resposta é tudo menos evidente.
Fernando Ilharco O sucesso como hábito 22.02.2018 Fernando Ilharco
A alta qualidade não é um facto, uma tirada que correu bem. A excelência, dizia Aristóteles, está no que repetidamente se faz bem. A alta performance é um hábito.
João Borges Assunção O nosso momento político 22.02.2018 João Borges de Assunção
Mesmo que o PS venha a mudar de campo outra vez, o que eu gostaria que acontecesse, nada será como antes. O compromisso histórico com a democracia liberal foi colocado na gaveta.
Fernando Sobral O legado de Victor Cunha Rego 22.02.2018 Fernando Sobral
Faltam reflexões como as de um conservador culto como Victor Cunha Rego: de alguém que conseguia ultrapassar a guerra de trincheiras em que se tornou a sociedade portuguesa, cada vez mais pobre e desértica em termos de ideias e de acções.
Adair Turner A transição para a economia verde, uma oportunidade para a China 22.02.2018 Adair Turner
Não nos surpreendamos se, daqui a 10 anos, os luminosos céus azuis de Pequim acabarem por se tornar o símbolo da liderança tecnológica chinesa em todos os aspectos da economia verde.
Opinião Brexit "means" Brexit! 22.02.2018 Raquel Montes Fernandes
Não sendo possível controlar o calendário das negociações, aos agentes económicos resta, no seu próprio "timing", prepararem-se com a devida antecedência.
Celso Filipe O desassossego do Montepio 21.02.2018 Celso Filipe
O Montepio, seja a associação mutualista ou a caixa económica, vive momentos inquietantes. Nas notícias que saem, relativamente a uma e outra, o subtexto é uma guerra pelo poder, na qual cabem desconfianças e estratégias de descredibilização. Os protagonistas destes tempos de facas longas escondem-se e tentam anular-se da forma mais anónima possível.
Pedro Santana Lopes Sentido de responsabilidade 21.02.2018 Pedro Santana Lopes 54
Espera-se agora, que aqueles que foram escolhidos para dirigir sejam eficazes no seu trabalho. Fazer unidade não foi um capricho. Como já disse, tratou-se do cumprimento de uma obrigação. Oxalá todos sejam capazes de fazer o mesmo. 
Camilo Lourenço "Um Governo que me repugna por ser de esquerda"? 21.02.2018 Camilo Lourenço 212
Eu gostava de dar folga ao PSD. Mas os novos "donos" do partido estão a fazer um fantástico trabalho para manter o PSD nas bocas do mundo. Pelas piores razões...