Ontem
João Quadros O holandês errante 24.03.2017 João Quadros 319
Dijsselbloem disse que os países do Sul gastam tudo em álcool e mulheres. O mais incrível é dizer isto como se fosse mau. Quem me dera ter gasto tanto dinheiro em boémia como gastei em bancos.
Manuel Falcão A esquina do Rio 24.03.2017 Manuel Falcão
À medida que se vai desenrolando a meada dos problemas da banca portuguesa, fica-se com uma certeza: durante cerca de uma década, já neste século, instituiu-se um grupo de pessoas e de empresas que concentraram em si um endividamento sistemático que foi rodando de banco para banco
Linhas Cruzadas O terror e as barricadas dos dois lados do Atlântico 24.03.2017 Tiago Freire
Ainda há muito por saber sobre o atentado desta quarta-feira em Londres. O Estado Islâmico já veio reclamar os "louros", e essa é uma barricada óbvia, entre os terroristas e as vítimas.
Jorge Marrão As direitas de esquerda 24.03.2017 Jorge Marrão 44
A responsabilidade de tudo isto não é da esquerda: é da direita/centro-direita que ainda não se libertou do paternalismo esquerdista centrado no PS fundador da democracia.
Paulo Carmona A injustiça e outros temas nas dívidas do Estado? 24.03.2017 Paulo Carmona
Sejamos justos, pois este Governo e o anterior não têm grande margem de manobra e a manta é curta.
Armando Esteves Pereira O pacóvio Dijsselbloem   24.03.2017 Armando Esteves Pereira 24
Jeroen Dijsselbloem, que tem um currículo académico quase tão manhoso como  o de José Sócrates,  chegou a ministro das Finanças da Holanda e acabou por presidir ao Eurogrupo.
Camilo Lourenço Os investidores não gostam de "one night stand" 24.03.2017 Camilo Lourenço 478
Um dos maiores defeitos da política portuguesa é o repentismo. Por repentismo entenda-se qualquer ação destinada a mostrar serviço. Rapidamente. A ideia tem um objetivo: convencer os eleitores de que há um "quick fix" para os problemas da sociedade portuguesa.
André Veríssimo Um voto de confiança na Caixa e no país 24.03.2017 André Veríssimo
Mais parece que a Caixa contratou um crédito ao consumo, tão alto é o juro que vai ter de pagar nos próximos anos pela dívida perpétua que colocou junto dos investidores. Não que isso diminua a relevância desta operação para o sistema financeiro português.
Anteontem
Sessão de Abertura A AzkoNobel é o novo alvo do "abutre" da Argentina 23.03.2017 Rui Barroso
Haverá poucos pares menos desejados para dançar o tango nos mercados financeiros do que Paul Singer.
Fernando Ilharco Uma má metáfora 23.03.2017 Fernando Ilharco
Os povos do Sul da Europa, aliás os povos do Sul em geral, têm temperamentos mais calorosos, mais relacionais e grupais do que os povos do Norte, geralmente, mais frios, distantes e individualistas.
Leonel Moura Carne podre 23.03.2017 Leonel Moura 1017
A ingestão de carne está na origem de muitos dos mais graves problemas de saúde como o cancro, a diabetes ou os ataques cardíacos. O uso excessivo de antibióticos nos animais acaba no organismo de quem os ingere, resultando na crescente resistência bacteriana.
António Moita Dijsselbloem não está sozinho 23.03.2017 António Moita 52
Moralismos à parte, e não desfazendo noutras nacionalidades, podemos orgulhosamente afirmar que o nosso vinho e as nossas mulheres fazem figura em qualquer parte do mundo.
Cristina Casalinho Investidores e emitentes face a face 23.03.2017 Cristina Casalinho
Após um longo período de queda de taxas de juro, 2017 oferece uma visão diferente do ciclo, apontando na direção da sua elevação pela batuta da Reserva Federal e justificada pela melhoria do ambiente económico global.
Economistas Como as importações impulsionam o emprego 23.03.2017 Anne Krueger
As importações de baixo custo, em vez de "destruírem" os empregos dos americanos estão, na verdade, a sustentá-los. E quando as empresas conseguem crescer como resultado da sua maior competitividade no país e no exterior, criam ainda mais empregos.
Opinião A avaliação de imóveis ao nível do poder local 23.03.2017 Sónia Fernandes Martins
O sistema de avaliação de imóveis gerido pela Autoridade Tributária [já] responde adequadamente às necessidades de cobertura de todo o território nacional.
Linhas Cruzadas Vão os "copos e as mulheres" tramar Dijsselbloem? 23.03.2017 André Veríssimo
Na sua campanha para se manter à frente do Eurogrupo até ao fim do mandato, cargo colocado em causa pelo desastroso resultado do partido trabalhista nas eleições holandesas, Jeroen Dijsselbloem resolveu dar uma entrevista a um jornal alemão.
pub