André Veríssimo Quando a geringonça avaria 23:00 André Veríssimo
Passos Coelho decidiu que era hora de mostrar ao país a vulnerabilidade do acordo parlamentar que suporta o Governo. E conseguiu-o, mesmo que para isso tenha sacrificado capital de credibilidade.
Jorge Fonseca de Almeida Museus de marcas 21:52 Jorge Fonseca de Almeida
Em Portugal, é apenas quando as empresas acabam, depois de fecharem as portas, que as autoridades públicas se preocupam em organizar os destroços e promover um museu de arqueologia industrial.
Camilo Lourenço Não se recuperam bancos sem crescimento 21:30 Camilo Lourenço
Em 1987, ainda estagiário, fui entrevistar Almerindo Marques, o então presidente do Banco Fonsecas & Burnay. A certa altura, perguntei-lhe o que, na sua gestão, tinha permitido a recuperação do banco.
Francisco Mendes da Silva Vender gado por lebre 20:45 Francisco Mendes da Silva
Numa tirada espirituosa e inofensiva, que gerou uma pequena polémica risível, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, foi recentemente apanhado pela televisão a comparar a concertação social a uma feira de gado.
Colunistas Os bons exemplos internacionais 20:05 Carlos Bastardo
Seria fantástico que os bons exemplos internacionais pudessem também ocorrer em Portugal. Vem isto a propósito de uma notícia recente de que o Tesouro britânico baixou novamente a sua posição no capital do Lloyds Bank. Chegou a ter 43% do capital social e agora tem apenas 5,95%.
Economistas Trump visto por olhos chineses 20:00 Jeffrey N. Wasserstrom
Assim como uma China fraca não conseguiu contar com a protecção de Wilson, uma China forte não poderá contar com Trump para sair do seu caminho - pelo menos sem umas cotoveladas.
João Carlos Barradas Nem sol na eira, nem chuva no nabal 19:39 João Carlos Barradas
Um novo referendo sobre a independência da Escócia é cada vez mais provável depois de Theresa May conceder que o acesso do Reino Unido ao mercado único europeu nos termos pretendidos pelos nacionalistas escoceses está fora de questão.
Linhas Cruzadas As três letras da discórdia 09:38 André Veríssimo
A redução da Taxa Social Única (TSU), acordada na concertação social como contrapartida pela subida do salário mínimo, deixou o país político às avessas. Sociais-democratas contra Passos Coelho, Catarina Martins ao lado do PSD. O acordo com os parceiros sociais na corda bamba.
Camilo Lourenço Os patrões estão do lado errado da TSU 00:01 Camilo Lourenço 616
Portugal é um país onde se polemiza por tudo e por nada. A última polémica é a descida da Taxa Social Única (TSU) na parte paga pelas empresas. O Governo resolveu dar esta benesse aos patrões se estes aceitassem o aumento do salário mínimo para 557 euros.
Tiago Freire Comissão Geral de Depósitos 00:01 Tiago Freire
Há uns anos, relativamente a um exercício particularmente difícil para o sector financeiro, o então presidente da CGD avançou uma explicação relevante, o do papel especial do banco público no mercado português.
Ontem
Colunistas O dilema de opção entre a venda ao desbarato, a nacionalização ou a liquidação do Novo Banco 16.01.2017 Alberto Ribeiro Neves 94
Por ironia do destino, o Banco de Portugal está pela segunda vez com dificuldades a tentar vender o Novo Banco.
Colunistas Nacionalização (temporária) 16.01.2017 Rosário Lira 41
Não há nacionalizações temporárias. Um banco ou é nacionalizado ou não é. Temporário porque vai ser vendido depois? Um dia?
Joaquim Aguiar Temos o eleitorado que merecemos 16.01.2017 Joaquim Aguiar
O que o autoritarismo nacional-populista de Trump irá mostrar é que o passado é um tempo de fantasmas e de crimes por denunciar. O eleitorado escolherá o futuro sem Trump quando verificar que Trump é, simplesmente, incapaz.
Adolfo Mesquita Nunes Podemos sempre confiar nos "dois pesos e as duas medidas" 16.01.2017 Adolfo Mesquita Nunes 348
Desde a primeira hora que António Costa e o PS deram mostras de não querer negociar as linhas estruturantes da governação com o PSD e o CDS, num sinal de orgulhosa auto-suficiência.
José M. Brandão de Brito O voo de Ícaro 16.01.2017 José M. Brandão de Brito
Desde as eleições americanas, o índice Dow Jones valorizou-se 10% em direção ao mítico marco dos 20.000, olimpicamente desprezando tantos e variados riscos que espreitam no horizonte.
Economistas A crise do fundamentalismo de mercado 16.01.2017 Anatole Kaletsky
A convulsão social de 2016 foi levada a cabo pelos eleitores mais velhos, enquanto muitos dos eleitores mais jovens suportaram o status quo.
Colunistas 2017 - Ano de todos os riscos - (LXXXVIII) 16.01.2017 João Costa Pinto
Além dos riscos enfrentados pelas economias mais frágeis, as eleições em França, Alemanha e Holanda - a evolução da situação política em Itália é imprevisível - não deixarão de se reflectir no resultado final das decisões que o BCE venha a tomar.
pub