Trading Apple ameaçada pela Huawei

Apple ameaçada pela Huawei

A gigante norte-americana corre o risco de perder a medalha de prata para a empresa chinesa, dados que importam a quem investe no lucrativo mundo das tecnologias.
Apple ameaçada pela Huawei
Reuters
Mariana Adam 04 de agosto de 2017 às 12:09

O sucesso do iPhone na última década fez com que a Apple se tivesse tornado a segunda maior empresa de smartphones no mundo, mas a gigante corre o risco de perder a medalha de prata, de acordo com uma análise da empresa Canalys. Dados que importam a quem investe no lucrativo mundo das tecnologias.

Ao mesmo tempo que as vendas da Apple estiveram relativamente estáveis, já que cresceram apenas 2%, a Huawei deu um salto de quase 20% no mesmo período, tendo vendido 38,5 milhões de aparelhos, encurtando drasticamente a distância face à Apple que vendeu 41 milhões.


A Samsung continua a liderar de forma destacada este mercado, e embora as suas vendas também se tenham mantido estáveis, a empresa vendeu 79,8 milhões de smartphones no segundo trimestre do ano - quase duas vezes mais do que a Apple no mesmo período. Já outras empresas asiáticas como a Oppo e a IOMAI cresceram, 44% e 52%, respectivamente.


A Canalys revela que a manter-se este ritmo de crescimento o próximo trimestre poderá ficar na história da Huawei como a data em que a empresa chinesa chega ao segundo lugar do pódio das empresas que vendem mais smartphones no mundo. Os analistas acreditam que o sucesso ou insucesso do novo iPhone 8, cujo lançamento deverá ocorrer em Setembro, pode ditar a perda da segunda posição ou pelo contrário a consolidação do mesmo. As três principais marcas mundiais deste sector vão apresentar novas versões até ao final do ano: Samsung Galaxy Note 8, Apple iPhone 8 e Huawei Mate 10.

"Uma das explicações para este abrandamento da Apple é o facto de o iPhone ter deixado de estar na moda na China e isso está a ter impacto nas contas da empresa" assegura o director executivo da Strategy Analytics, Neil Mawston, em declarações à Bussiness Insider. Acrescentando que mesmo que a Apple não perca a medalha de prata a Huawei deverá manter o seu forte crescimento e isso vai fazer com que a Apple vá olhar por cima do ombro nos próximos trimestres. A Huawei está a registar resultados acima do esperado na Ásia, Europa, e África. O mercado norte-americano ainda é o único que está imune a esta tendência. 

Apesar deste arrefecimento nas vendas, a Apple acabou o terceiro trimestre fiscal de 2017 (terminado em Junho) com receitas de 45,4 mil milhões de dólares (cerca de 38 mil milhões de euros) – um valor que representa um aumento global de 7% em relação ao mesmo período do ano anterior –, mas, na região da Grande China (que inclui Hong Kong, Macau e Taiwan), as receitas desceram 10%.

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.



Conheça mais sobre as soluções de  trading online da DeGiro.

pub
Saber mais e Alertas
pub