DeGiro Entender o melhor desempenho do Exchange traded product

Entender o melhor desempenho do Exchange traded product

Entender o melhor desempenho do Exchange traded product (ETP) do ano de 2017, até agora – Produtos alternativos para investir de forma a diversificar o seu portfolio num ambiente de volatilidade baixa.
Entender o melhor desempenho do Exchange traded product
Degiro 29 de agosto de 2017 às 17:29

Os Investidores estão habituados a terem uma dor de cabeça constante ao verem o Mercado de Ações Global, basicamente, a dormir com um mínimo de alcance nas transações há já algum tempo. Muitas das razões podem ser lidas nos artigos financeiros, com especial enfoque na movimentação não homóloga dos mercados e da vontade com que os investidores gostariam que estes se movessem.

 

Podemos atribuir como justificação principal o próprio FED. Na sua última declaração, Yellen, anunciou o que não foi feito anteriormente. Seguindo a sua visão de apenas aumentar gradualmente as taxas de juro durante um período de até três anos, é parcialmente responsável por absorver qualquer forma de volatilidade nos mercados financeiros.  O Índice de Volatilidade CBOE (VIX) é o indicador mais importante a médio-prazo. Sem surpresas que um ETP da queda do Índice VIX é o produto com melhor desemprenho, sem alavancagem, em 2017, com mais de 50% YTD (Year-To-Date).

 

O Índice VIX é um dos tópicos financeiros mais discutidos neste ano, pode investir volatilidade na forma de futuros, opções em futuros, Exchange Traded Notes (ETNs) em futuros. Para principiantes pode tornar-se mais complexo perceber como funcionam produtos sobre volatilidade. (Diferentes fatores, tais como, roll yield do futuro subjacente podem ter efeitos significativos no ETP, a título de exemplo. Estes produtos são, basicamente, derivados sob derivados, com até 5 camadas.)

 

De forma a perceber, o que significa investir no melhor produto ETP, sem alavancagem, com melhor desempenho, de forma sucinta, traduz-se na compra de um derivado (ETP) de um derivado (Futuro VIX), que por sua vez são derivados do índice VIX. Este índice é medido pelo movimento das opções do índice S&P, do qual está implícita a derivação da volatilidade. Estas opções são, também, derivados do índice S&P. (ETPs sob o VIX podem combinar um gama de combinações de futuros sob o VIX de curto e longo-prazo, com diferentes maturidades, tornando-se, particularmente, difícil de entender os produtos que o compõe e o produto em si.) E apenas esta volatilidade implícita, que por sua vez, influencia os preços das opções do índice é o ingrediente mágico, o qual, os participantes no mercado tentam adivinhar, sendo o componente principal de tudo.

 

Mesmo com a mais baixa volatilidade registada nos últimos meses, as apostas na queda da volatilidade no S&P 500 não mudaram significativamente, por outro lado, apostas na subida de volatilidade baixaram consideravelmente em Junho e Julho.   

 

As tensões políticas experienciadas, a semana passada, entre a Coreia do Norte e os EUA desencadearam a tão esperada subida de volatilidade. A maior queda dos mercados Europeus está também, em consonância, com o maior período de volatilidade do ano. Muitos investidores foram apanhados desprevenidos ao apostarem na descida da volatilidade, sendo confrontados com uma subida significante nos futuros do VIX ou VSTOXX, que mede a volatilidade de curto-prazo das opções do Eurostoxx50. (Mesmo que ainda pareça irrealista que o Trump tome ações definitivas contra a Coreia do Norte, os grandes investidores no mercado não têm espaço para especulação e precisam de estar preparados para todos os cenários políticos possíveis.)

 

Na verdade, os produtos no índice VIX oferecidos pela bolsa CBOE não são usados, com tanta frequência, nos EUA, pelos investidores institucionais e privados. Além disso, a contraparte Europeia, Eurex, anunciou um número recorde de interesse em opções VSTOXX, nos últimos meses.

Opções (OVS) e Futuros (FVS) no VSTOXX e na Eurex podem ser transacionados na EUREX via DEGIRO. ETPs sobre o VIX estão disponíveis em várias bolsas e podem também ser encontrados na DEGIRO. Para mais informações, por favor visite degiro.pt.

 

Este conteúdo é da exclusiva responsabilidade da Degiro.


Disclosure:

As informações acima não constituem uma oferta pública ou solicitação de compra de títulos ou instrumentos financeiros. Qualquer decisão de investimento relativa a instrumentos financeiros deve basear-se em pareceres individuais e profissionais e em prospetos publicados por um órgão autorizado. Ao criar esta análise, o DEGIRO não a faz consultor de investimentos ou devido a algum dever conferido por lei. A informação foi fornecida com o devido cuidado e atenção, mas a DEGIRO não é responsável pela correção / integridade dos dados de troca e informações económicas, taxas de câmbio ou dados gerais do mercado. Esta informação e opinião são representativas do momento da publicação e não projetam o desempenho futuro.

 


pub
pub