Trading Pharol afunda mais de 15,5% em sete dias

Pharol afunda mais de 15,5% em sete dias

As acções da Pharol estão a registar quedas acentuadas nas duas últimas sessões, elevando para mais de 15,5% a descida dos últimos sete dias.
Sara Antunes
Sara Antunes 04 de setembro de 2018 às 10:00

A Pharol está sob pressão, com as acções a registarem fortes quedas. Esta terça-feira, 4 de Setembro, a descida é superior 4,5%, depois de ontem ter descido mais de 6,5%. As acções estão a completar sete dias consecutivos de quedas, num período em que acumulam uma desvalorização de 15,7%.

 

A descida recente dos títulos da empresa liderada por Palha da Silva levaram as acções para mínimos de Fevereiro. Sendo que na última sessão trocaram de mãos mais de oito mil títulos, o que corresponde a quase o dobro do que tem sido negociado, em média, nos últimos seis meses.

 

A descida das acções da Pharol surge numa altura em que se aproximam dois eventos relevantes para a cotada. No dia 7 de Setembro, os accionistas da Pharol vão votar sobre o aumento de capital no valor de 28,6 milhões de euros, numa operação que tem como objectivo financiar o aumento de capital da brasileira Oi.

 

A empresa liderada por Palha da Silva tenta, desta forma, travar a perda de poder na Oi. Isto depois de o plano de recuperação da operadora brasileira ter ditado uma diluição da posição da Pharol, que detinha 22%, para 7,6%.

 

Além da assembleia geral, no dia 10 de Setembro, serão conhecidos os resultados do primeiro semestre do ano. Conhecidos são já os resultados da Oi, com a operadora de telecomunicações brasileira a reportar prejuízos no segundo trimestre do ano. A Oi registou prejuízos de 1,2 milhões de reais no segundo trimestre, depois de, nos primeiros três meses do ano ter conseguido lucros de 30,5 milhões



Conheça mais sobre as soluções de  trading online da DeGiro.