Trading Sonae perde 20% este ano. Margens, IPO, gestão e concorrência pressionam
Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium Se já é assinante, faça LOGIN

Sonae perde 20% este ano. Margens, IPO, gestão e concorrência pressionam

A Sonae SGPS tem tido um ano recheado de novidades - incluindo a intenção de colocar o negócio principal, o retalho, em bolsa. Mas o ano dos mercados não tem sido positivo. As acções estão a acumular uma queda de 20% em 2018 e a negociar em mínimos de mais de um ano. Os analistas ajudam a explicar este desempenho.
Ana Batalha Oliveira
Ana Batalha Oliveira 03 de setembro de 2018 às 08:00

<p>A Sonae SGPS, a dona da rede de supermercados Continente, arrancou o ano com um disparar dos lucros &ndash; mas at&eacute; agora, o desempenho em bolsa avan&ccedil;a em sentido contr&aacute;rio, com quebras acumuladas de quase 20% que concedem m&iacute;nimos de mais de um ano. As v&aacute;rias novidades, desde a mudan&ccedil;a de CEO at&eacute; &agrave; inten&ccedil;&atilde;o de lan&ccedil;ar o retalho em bolsa e as margens diminu&iacute;das deste neg&oacute;cio, est&atilde;o a afectar negativamente a cotada, explicam os analistas.<br /><br /></p> <p>"A sa&iacute;da de Paulo Azevedo n&atilde;o foi bem explicada e ainda n&atilde;o h&aacute; uma mensagem clara da nova CEO, a Cl&aacute;udia Azevedo, sobre para onde o grupo vai", observa Pedro Lino, administrador da Dif Broker. Em Julho, <a href="https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/claudia-azevedo-vai-ser-a-proxima-ceo-da-sonae" target="_blank">Cl&aacute;udia Azevedo&nbsp;foi escolhida para ser a pr&oacute;xima&nbsp;CEO da Sonae</a>, cargo que &eacute; partilhado actualmente pelo irm&atilde;o, Paulo Azevedo, e &Acirc;ngelo Paup&eacute;rio.&nbsp;</p> <p></p> <p>Apesar de poder criar apreens&atilde;o entre os investidores, a altera&ccedil;&atilde;o na gest&atilde;o n&atilde;o se trata de "nenhuma revolu&ccedil;&atilde;o", defende Rui B&aacute;rbara, gestor de activos no Banco Carregosa. Para este analista, as mudan&ccedil;as "n&atilde;o dever&atilde;o alterar muito o caminho" da cotada, tendo tamb&eacute;m em conta a continuidade de Paulo Azevedo nas fun&ccedil;&otilde;es de chairman e de grande accionista e a estabilidade do geral da estrutura, mas reconhece o peso do car&aacute;cter "inesperado" desta mudan&ccedil;a.<br /><br />Por&eacute;m, uma clarifica&ccedil;&atilde;o&nbsp;sobre&nbsp;para onde se dirige a Sonae torna-se determinante tendo em conta o momento: a Sonae enfrenta uma redu&ccedil;&atilde;o das margens do neg&oacute;cio central, o de retalho, actividade que concentra na subsidi&aacute;ria Sonae MC &ndash; precisamente a unidade que pretende colocar em bolsa.</p> <p></p> <p>"Existem aqui sempre factores que n&atilde;o s&atilde;o do neg&oacute;cio core que permitem que os resultados sejam positivos, mas olhando para a maior componente, a Sonae retalho, o que vemos &eacute; que a margem est&aacute; cada vez mais pressionada" e que "a perspectiva de crescimento &eacute; cada vez mais baixa", aponta Pedro Lino, que sublinha a import&acirc;ncia de a gest&atilde;o esclarecer "onde o dinheiro vai ser aplicado".<br /><br /></p> <p>Para al&eacute;m deste foco de preocupa&ccedil;&atilde;o, "a coloca&ccedil;&atilde;o em bolsa e a aus&ecirc;ncia de pormenores sobre a opera&ccedil;&atilde;o geram incerteza tempor&aacute;ria nos investidores, que poder&atilde;o preferir outros retalhistas e hist&oacute;rias de investimento nesta fase", comenta Steven Santos, head of trading platforms no banco BiG. <br /><br />J&aacute; Rui B&aacute;rbara&nbsp;detecta outro obst&aacute;culo que pode advir do&nbsp;IPO: "A Sonae contratou basicamente todos os bancos de investimento portugueses para esse estudo. Assim, os brokers n&atilde;o podem pronunciar-se por quest&otilde;es regulamentares e deixa de haver informa&ccedil;&otilde;es para o mercado", relata.<br /><br /></p> <p>Ainda entre os factores internos &agrave; empresa que podem causar ansiedade est&aacute; o refor&ccedil;o de participa&ccedil;&atilde;o que o grupo fez na Sonae Sierra, entregando 255 milh&otilde;es por uma parcela de 20% desta subsidi&aacute;ria. "A Sonae Sierra, opera em mercados de forte press&atilde;o &ndash; como a Turquia, Arg&eacute;lia, Rom&eacute;nia e o Brasil - que est&atilde;o agora a atravessar crises pol&iacute;ticas. A Sonae vai-se expor mais a esses mercados", diz o administrador da Dif Broker.<strong><br /><br /></strong></p> <p>Mas nem todos os abalos &agrave;s cota&ccedil;&otilde;es v&ecirc;m do cerne do grupo. Fora dos limites da Sonae, est&aacute; a Mercadona, a retalhista espanhola "conhecida pelos pre&ccedil;os muito baixos" que quer cruzar a fronteira e entrar em Portugal j&aacute; em 2019, real&ccedil;a Pedro Lino. A "concorr&ecirc;ncia crescente das retalhistas online" constitui tamb&eacute;m uma amea&ccedil;a, diz Steven Santos, medos que para Rui B&aacute;rbara s&atilde;o "exagerados, sen&atilde;o injustificados, mas que t&ecirc;m influenciado".<br /><br />As&nbsp;novidades, e as aus&ecirc;ncias de novidades, t&ecirc;m ditado quedas significativas das ac&ccedil;&otilde;es da empresa ainda liderada por Paulo Azevedo e &Acirc;ngelo Paup&eacute;rio. O ano ainda arrancou de forma positiva, com as ac&ccedil;&otilde;es a atingirem m&aacute;ximos de Agosto de 2015, mas desde ent&atilde;o a tend&ecirc;ncia tem sido de quedas progressivas, com as ac&ccedil;&otilde;es a tocarem mesmo em m&iacute;nimos de 2017.<br /><img src="https://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2018-09/OriginalSize$2018_09_02_16_13_25_338364.png" border="0" style="margin: 10px; display: block;" /></p><br><br><span style ='text-align: left; color: #000000; text-transform: none; text-indent: 0px; letter-spacing: normal; font-family: Merriweather, serif; font-size: x-large; font-style: normal; font-weight: normal; word-spacing: 0px; white-space: normal; box-sizing: border-box; orphans: 2; widows: 2; background-color: #ffffff; font-variant-ligatures: normal; font-variant-caps: normal; -webkit-text-stroke-width: 0px; text-decoration-style: initial; text-decoration-color: initial;' size = '5'><em style = 'box-sizing: border-box;'>Conheça mais sobre as soluções de&nbsp;</em></span><a href='https://www.degiro.pt/precario/' target = '_blank'><em style ='box-sizing: border-box;'><strong style ='font-weight: bold; box-sizing: border-box;'> trading online da DeGiro</strong>.</em></a>

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês

Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub