Banca & Seguros Um em cada dois adultos utiliza a banca digital

Um em cada dois adultos utiliza a banca digital

A Juniper Research analisou a forma como os bancos tradicionais estão a trabalhar no sentido de alcançar o próximo nível de crescimento e inovação digital.
Um em cada dois adultos utiliza a banca digital
C-Studio 06 de abril de 2017 às 12:24
Até 2021, serão cerca de três mil milhões os utilizadores a ter acesso aos serviços bancários via smartphones, tablets, PC e smartwatches. Os dados são revelados por um estudo recente da Juniper Research que dá ainda conta de um crescimento de 53% este ano.

A mesma pesquisa indica igualmente que a utilização deste tipo de serviços mantém a sua tendência de crescimento, verificando-se que os consumidores "optam cada vez mais por bancos que oferecem este género de facilidades associadas aos serviços digitais rápidos e multicanal", revela a Juniper Research.

Uma realidade que, de acordo com este estudo, deixa perceber a necessidade de a banca tradicional se vir a concentrar cada vez mais na oferta "de uma experiência digital mais próxima dos seus clientes, especialmente se procuram manter a liderança".

Inovação fomenta transformação digital

O estudo "Retail Banking: Digital Transformation & Disruptor Opportunities 2017-2021" revela que, embora a banca tradicional se mantenha ainda atrás das Fintech em termos de ofertas inovadoras, a verdade é que "esta realidade está rapidamente a mudar".

De acordo com o autor da pesquisa, Nitin Bhas, "a tecnologia é actualmente o grande diferencial para todos os tipos de bancos quer se trate da banca tradicional quer também dos denominados desafiadores". O mesmo responsável revela ainda que "os investimentos em tecnologia bancária atingiram níveis recordes em 2016 e os bancos tradicionais devem agora concentrar-se nas denominadas iniciativas de transformação digital".

Na realidade, a Juniper prevê que em 2017 os grandes bancos venham a adquirir algumas destas novas empresas desafiadoras, incluindo-se aqui start-ups tecnológicas e bancos criados apenas em plataformas digitais, "o que deverá acelerar ainda mais o lançamento da estratégia digital desta banca mais tradicional".

Prontidão de transformação digital

A análise da Juniper Research dá igualmente conta do Índice de Prontidão Bancária tendo analisado os principais bancos mundiais no sentido de perceber o seu nível de prontidão para a transformação digital e posicionamento em termos do roteiro de inovação digital.

Os bancos identificados estão a progredir "rapidamente para os estágios finais da transformação digital", tendo investido "fortemente em tecnologia, apresentando excelentes portefólios digitais e assegurando uma significativa economia ao nível dos custos".

A banca cada vez mais digital

A Juniper Research identificou na sua análise os principais bancos mundiais ao nível da transformação digital e da oferta de serviços inovadores aos clientes. A lista integra os seguintes nomes: Banco Santander; Bank of America; Barclays; BBVA; BNP Paribas; Citi; HSBC; JPMorgan Chase; RBS; Société Générale; UniCredit e Wells Fargo.