Mobilidade O poder das Application to Person

O poder das Application to Person

O volume de mensagens Aplicação para Pessoa deverá aumentar nos próximos anos, nomeadamente via mensagens automatizadas de marketing.
O poder das Application to Person
C-Studio 25 de janeiro de 2018 às 12:08

Fruto do desenvolvimento tecnológico e das novas plataformas digitais de comunicação, não será difícil encontrar no mercado vozes que preconizam o fim dos serviços de SMS (Short Message Service).

 

No entanto, os números saídos de vários estudos de mercado têm vindo a contrariar estas ideias pré-feitas dando ao SMS uma nova vida, nomeadamente como canal de comunicação empresarial através das denominadas mensagens A2P (Application to Person). Nesse sentido, o mercado global deverá continuar a crescer nos próximos dez anos, à medida que cada vez mais organizações optem por adoptar os serviços A2P e os integrar naquilo que são as suas comunicações digitais, segundo dados de um relatório recente divulgado pela espanhola Telefónica.

 

As mensagens A2P compreendem o processo de envio de mensagens para um telemóvel por parte das empresas que podem recorrer a este tipo de serviços em vários modos técnicos e com o intuito de comunicarem com os consumidores, autenticarem utilizadores de serviços online ou emitirem alertas urgentes.

 

Em todos os casos, a comunicação tem início a partir de uma aplicação de negócio e não de um telefone móvel de um indivíduo, como acontece nos denominados SMS tradicionais.

 

Exemplos típicos de mensagens A2P incluem notificações bancárias, alertas críticos, autenticação de dois factores baseada em SMS, confirmações automáticas de reservas, programas de fidelidade e notificações de marketing, entre tantas outras.

 

Os sistemas de reservas online, diferentes plataformas corporativas e serviços de apoio têm vindo a optar por implementar os denominados SMS A2P com o intuito claro de aumentar a eficiência e melhorar a comunicação.

 

Do lado das instituições financeiras, a utilização deste tipo de mensagens tem sido feita para assegurar a entrega de notificações SMS automatizadas baseadas em eventos para os telefones móveis dos seus clientes, incluindo-se aqui alertas antifraude, declarações de balanço ou lembretes de pagamento.

 

A utilização deste tipo de SMS surge bem espelhada nos números divulgados por vários estudos de mercado. Além da Telefónica, também a Juniper Research vem falar num crescimento deste sector, em média, 20% ao ano até 2022. Segundo o relatório "A2P Messaging: Oportunidades, Competição e Previsões 2017-2022", o valor representa a passagem dos actuais 2,1 biliões de dólares em 2017 para os 2,7 biliões em 2022.

 

Como temos vindo a referir, o aumento será impulsionado por um maior envio das mensagens de marketing, pagamentos e autenticação sendo que o tráfego de SMS total será superior a 30 mil milhões por dia em 2022.

 

No mesmo sentido, deverá verificar-se também um aumento de utilização corporativa ao nível das aplicações OTT, o que vai permitir dar ainda maior suporte ao tráfego em matéria de SMS A2P.

 

Numa altura em que tanto se fala em protecção de dados pessoais e nas novas regras impostas pelo Regulamento Geral de Protecção de Dados, que entra oficialmente em vigor em Maio próximo, as mensagens A2P "aproveitam" os receios e as incertezas geradas no mercado e vão ganhando terreno e conquistando um espaço certo no mundo empresarial ao promoverem uma comunicação eficaz entre as empresas e os seus clientes.