Mobilidade Tecnologia colaborativa: cinco ideias para ter colaboradores felizes

Tecnologia colaborativa: cinco ideias para ter colaboradores felizes

Os colaboradores são elemento-chave no sucesso de uma empresa; com os novos suportes digitais, torna-se agora possível fomentar a sua produtividade e garantir melhores resultados no negócio.
Tecnologia colaborativa: cinco ideias para ter colaboradores felizes
C-Studio 08 de março de 2017 às 11:12

Mais do que nunca, as organizações procuram assegurar resultados capazes de suportar o negócio e de o manter saudável num mercado cada vez mais concorrencial.

 

A adopção de uma estratégia de transformação digital é um primeiro – e importante – passo nesse sentido, assegurando e fomentando uma transformação da estratégia, estrutura, cultura e processos da organização, tirando partido do poder, alcance e mais-valias proporcionadas pela internet e as mais recentes ferramentas digitais.

 

Entre as áreas críticas, em destaque no âmbito da transformação digital, contam-se as redes sociais, a mobilidade e as tecnologias associadas ao "cloud computing" e ao "big data".

 

Mas, neste campo, é também importante e, mais do que isso, indispensável conseguir motivar as equipas de profissionais que integram a organização, dando-lhes soluções que ajudem a potenciar o seu trabalho, a torná-lo mais colaborativo e, acima de tudo, cada vez mais produtivo.

 

O recurso a tecnologias colaborativas centra-se, essencialmente, na exploração das vantagens proporcionadas pela computação em nuvem, permitindo colocar ao serviço da equipa um conjunto de recursos que visam melhorar e agilizar a sua capacidade de trabalho, a comunicação interna e padronizar tarefas. Trata-se de facilitar ainda a colaboração em conjunto bem como a criação e o sentido de pertença a algo. Contas feitas, são os processos que se optimizam e o negócio que sai a ganhar.

 

Deixamos-lhe cinco ideias a ter em conta no âmbito das tecnologias colaborativas:

 

1. Aumentar a produtividade com recurso às TI

Recorrendo-se aqui àquelas que são as diferentes funcionalidades disponibilizadas pelas ferramentas de colaboração, acaba por se tornar possível aumentar a produtividade das equipas de trabalho dentro de uma organização, até mesmo porque essas soluções permitem assegurar uma maior conectividade e, consequentemente, tudo o que são processos e projectos ganham uma nova dinâmica.

 

2. Armazenamento e partilha de documentos e trabalhos

As ferramentas colaborativas trazem uma outra mais-valia às equipas de trabalho que surgem aqui associadas à facilidade de se armazenarem e partilharem na nuvem, por exemplo, documentos do dia-a-dia da própria organização e também projectos em que se possa estar a trabalhar.

Desta forma, e mesmo que remotamente, torna-se mais fácil a colaboração de todos os elementos da equipa que a eles podem aceder de forma segura, sem risco de extravio ou perda de informação. Facilitam-se assim as rotinas de trabalho e combate-se a baixa produtividade das equipas.

 

3. Promover o trabalho remoto

A tecnologia colaborativa é, sem sombra de dúvida, a grande responsável pela expansão do trabalho remoto um pouco por todo o mundo já que permite disponibilizar as condições necessárias para a concretização de diferentes tarefas a distância. Ao mesmo tempo, estas tecnologias são sinónimo de flexibilidade e de abertura do leque de possibilidades em termos de actuação profissional.


Recorrendo às diferentes plataformas trazidas pela tecnologia colaborativa, deixa de ser obrigatório que os recursos se encontrem apenas no escritório para conseguirem produzir. Desta forma, torna-se mais fácil reduzir algumas despesas fixas da empresa, por exemplo.

 

4. Perceber padrões

A utilização de tecnologias colaborativas no seio das organizações permite ainda trabalhar na definição de "standards" e métricas adequadas. Na realidade, torna-se mais fácil detectar tendências, oportunidades ou ameaças para o negócio, adequando as estratégias e opções a este tipo de resultados.

 

5. Equipas virtuais podem superar equipas face-a-face

São vários os teletrabalhadores que asseguram que a sua produtividade cresceu quando trabalhavam remotamente ao mesmo tempo que defendem ainda que também a comunicação com outros membros da equipa foi afectada ou melhorada de forma positiva sempre que se trata de grupos virtuais.


Na realidade, em vários estudos já realizados sobre esta temática foi possível perceber que as equipas remotas superam as equipas locais, sendo que o sucesso reside nos processos utilizados para assegurar que cada membro contribuiu totalmente para o trabalho realizado. Incluem-se aqui o suporte e a comunicação adequados.