Automóveis Mercedes-Benz Classe E Station: Tecnologicamente evoluída

Mercedes-Benz Classe E Station: Tecnologicamente evoluída

A variante familiar do novo Classe E é a mais inteligente de sempre construída pela Mercedes-Benz. Maior, mais elegante e tecnológica, tem menos capacidade de carga.
Adriano Oliveira 01 de outubro de 2016 às 14:10
Características

61.200€

Mercedes-Benz E 220d Station 9G-TRONIC

Motor: dianteiro longitudinal, gasóleo, alumínio, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, injecção directa, turbo, intercooler, 'start/stop'
Cilindrada: 1.950cc
Potência: 194cv às 3.800rpm
Binário: 400Nm (1.600/2.800rpm)
Velocidade máxima: 235km/h
Aceleração: 7,7s 0-100km/h
Tracção: traseira
Transmissão: auto 9 velocidades
Consumo misto: 4,2/100km
Consumo urbano: 4,5l/100km
Cons. extra-urbano: 3,9/100km
Emissões CO2: 109g/km (Euro VI)

Outros preços:
- E 200 Station (184cv, gasolina) - 61.300€

Outras versões:
- E 200 d (150cv), final de 2016
- E 250, E 350 d, E 400 4MATIC, a partir de Janeiro de 2017


Depois da berlina no início deste ano, o novo Mercedes Classe E surge agora na tradicional variante familiar, baptizada 'Station' em Portugal e 'Estate' no seu país de origem, a Alemanha.

Ligeiramente maior que a anterior geração (mais 2 centímetros no comprimento para alcançar os 4,93 metros), o novo Classe E Station troca o estilo quadrado do antecessor por linhas mais elegantes, fluidas e dinâmicas.

Em contrapartida, a familiar alemã perde alguma capacidade na bagageira, apesar de continuar a ser uma referência no segmento. O volume anunciado varia entre os 640 litros (antes 695), e os 1.820 litros (antes 1.950).

Nos aspectos práticos, a familiar E propõe o sistema de abertura mãos-livres do portão da bagageira: basta passar o pé sob o pára-choques para o accionar automaticamente. Por outro lado, os bancos da retaguarda podem inclinar até 10 graus para ganhar mais capacidade de carga (30 litros).

O habitáculo é novo e praticamente idêntico ao da berlina. Muito luxuoso e confortável, sobretudo em termos acústicos, oferece materiais e acabamentos de alta qualidade e instrumentação inovadora, caso dos dois ecrãs de alta resolução no painel de bordo, que partilham a informação.

Em termos habitabilidade todos os passageiros dispõem de muito espaço em todas as cotas e em particular na distância livre ao tecto. No lançamento, o E Station está disponível com cinco lugares, mas a partir de final do ano será possível optar por um terceiro banco rebatível para crianças.

Considerada pela Mercedes a sua versão familiar mais inteligente de sempre, o novo Classe E Station vem equipado com um vasto leque variado de tecnologias de segurança e de apoio à condução. Destaque para o Assistente de Condução, que permite a condução até 30 segundos sem mãos no volante. Outro destaque, em estreia, é a chave digital, que permite efectuar todas as operações no veículo através de um 'smartphone'. O mesmo acontece para o estacionamento remoto. Através de uma aplicação no iPhone, o Classe E Station pode ser manobrado a partir do exterior.

Mecanicamente, no imediato, estão disponíveis dois blocos, um Diesel de 194cv (220 d) e outro a gasolina de 184cv (200 d). Até ao fim do ano e no início de 2017, a gama será enriquecida com mais variantes Diesel e gasolina. Todos vêm de série com a nova caixa automática 9G-TRONIC de 9 velocidades. 


Negócios em Hamburgo, a convite da Mercedes






A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 02.10.2016


PS DEIXA MORRER UTENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO À FP:

- PS aumenta despesa com salários da FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz horário da FP para 35 horas;

- PS corta orçamento dos Hospitais Públicos.

pub