Automóveis Nissan Qashqai "1Q Year Anniversary": Dez anos de domínio

Nissan Qashqai "1Q Year Anniversary": Dez anos de domínio

A Nissan assinala os dez anos de liderança do Qashqai no segmento dos "crossover" com o lançamento de uma edição especial limitada a 500 unidades. Mas não só!
Adriano Oliveira 04 de março de 2017 às 15:05
Características

24.225€

Qashqai "1Q Year Anniversary"

Motor: dianteiro transversal, gasóleo, ferro/alumínio, 4 cilindros em linha, 8 válvulas, injecção directa, turbo, geometria variável, intercooler, "start/stop"
Cilindrada: 1.461 cc
Potência: 110 cv às 4.000 rpm
Binário: 260 Nm (1.750-2.500 rpm)
Velocidade máxima: 182 km/h
Aceleração: 11,9s 0-100 km/h
Tracção: dianteira
Transmissão: manual 6 velocidades
Consumo misto: 3,8l/100km
Consumo urbano: 4,2l/100km
Cons. extra-urbano: 3,6l/100km
Emissões CO2: 99 g/km (Euro VI)


Dez anos de existência, dez anos de domínio absoluto no segmento "crossover" no mercado europeu. O Nissan Qashqai é, sem dúvida, um dos casos de maior sucesso da marca japonesa nos últimos anos, o que justificou a criação de uma edição especial do modelo, para além de outras actividades sociais e de clientes por toda a Europa, para assinalar a data.

Denominada "1Q Year Anniversary", esta série especial do Qashqai assenta na versão N-Vision e está equipada com os motores turbodiesel 1.5 dCi (110 cv) ou 1.6 dCi (130 cv). Entre outros pormenores, distingue-se pelas capas dos retrovisores e frisos de pára-choques a imitar carbono, protectores de entrada, logotipo "1Q Year Anniversary" e placa numerada. Ao todo vão ser produzidas 500 unidades desta edição especial, das quais 200 estão destinadas a Portugal.

Nestes dez anos de existência e de liderança, o Nissan Qashqai vendeu cerca de 3,3 milhões de unidades no Mundo, cabendo ao Velho Continente uma fatia significativa de 2,3 milhões.

Por sua vez, a restante gama "crossover" da Nissan também acompanha a efeméride com algumas novidades. No caso do X-Trail, de sete lugares, a Nissan destaca a introdução do novo turbodiesel 2.0 dCi de 177 cv, que vem alargar o leque de opções na gama deste modelo, que já oferece versões com o bloco 1.6 dCi de 130 cv.

A caixa de variação contínua Xtronic passa a ser a única disponível com o motor 2.0 dCi, nas versões 4x2. Os preços vão dos 42.350 aos 44.350 euros, para os níveis N-Connecta e Tekna, respectivamente.

As variantes 4x4, com o mesmo equipamento mas caixa manual de seis velocidades, custam 43.550 e 45.550 euros, com a caixa Xtronic.

O Juke, o mais pequeno dos "crossover" da Nissan, também tem novidades, embora nada de muito relevante para lá de duas séries especiais com base no nível de equipamento N-Vision e que incluem bancos em Alcântara, jantes de liga leve de 18 polegadas e sistema NissanConnect com câmara de visão 360 graus.

A primeira destas duas séries, que está limitada a 100 unidades, vem equipada com o motor a gasolina de 1.2 litros e 115 cv e já está à venda. Custa 18.300 euros.

Em Abril próximo, chegará a segunda série especial do Juke. Denominada "Black Edition", traz equipamento idêntico mas recebe o motor turbodiesel 1.5 dCi, de 110 cv. Limitada a 150 unidades, vai custar 21.580 euros. 

Negócios em Cádis, a convite da Nissan






A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Ja repararam que todos estes carros modernos nao tem caracter , todos iguais , todos arredondados , todos sem visibilidade( angulos mortos etc) pondo em risco a vida de cada um de nos , um desastre esta falta de ideias , de inovaçao , que tristeza!

pub