Automóveis Suzuki Swift Sport: Espírito desportivo

Suzuki Swift Sport: Espírito desportivo

A exemplo das duas gerações anteriores, o Suzuki Swift alarga agora a gama com a introdução de uma versão Sport que se caracteriza, como se percebe, pelo seu espírito mais desportivo.
A carregar o vídeo ...
Adriano Oliveira 26 de maio de 2018 às 16:00
Características

20.178€*

Suzuki Swift 1.4 Boosterjet Sport

Motor: dianteiro transversal, alumínio, injecção directa a gasolina, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, turbo, intercooler.
Cilindrada: 1.373 cc.
Potência máxima: 140 cv às 5.500 rpm.
Binário máximo: 230 Nm (2.500-3.500 rpm).
Velocidade máxima: 210 km/h.
Aceleração máxima (0-100 km/h): 8,1 segundos.
Tracção: dianteira.
Transmissão: manual de 6 velocidades.
Consumos homologados (litros aos 100 km):
6,8 (urbano);
4,8 (extra-urbano);
5,6 (médio).
Emissões CO2: 125 g/km Euro 6.

* Campanha de lançamento (menos 2.033€)


A Suzuki regressa ao segmento dos pequenos desportivos com uma terceira geração Swift Sport.

Tudo muda neste novo modelo, desde a imagem (exterior e interior) ao motor, passando pela plataforma. Por fora, distingue-se pela grelha hexagonal específica, novos pára-choques, saias laterais com acabamentos em fibra de carbono, "spoiler" traseiro e dupla saída de escapes, a que se juntam ainda as jantes de liga leve de 17 polegadas com novo desenho.

Para a sua aparência exterior mais refinada não deixa de contribuir, em certa medida, o facto de ser ligeiramente mais largo, por um lado, e mais baixo, por outro. Os 80 quilos a menos no peso total fazem a diferença, sobretudo, no capítulo da eficiência e dos desempenhos.

O espírito desportivo que caracteriza esta nova versão também está bem patente em muitos pormenores do interior, a começar pelos bancos dianteiros, que são não só cómodos como apoiam bem o corpo, particularmente em estradas mais sinuosas, com curvas e contracurvas. A tonalidade vermelha sobressai um pouco por todo o habitáculo, nomeadamente na instrumentação, tal como no pesponto de remate tanto dos bancos como do volante.

Mas é sobre o motor que recai, naturalmente, algum do foco que permite situar esta nova versão no patamar que a define como a mais radical e apetecida da gama. E se em termos de potência os ganhos nem são assim tão expressivos, ao traduzirem-se nuns escassos 4 cv mais do que o anterior motor atmosférico de 1.6 litros, a verdade é que o novo 1.4 Boosterjet, um turbo a gasolina que debita 140 cv, oferece bastante mais em outros aspectos, designadamente em termos binário, onde, aí sim, houve um aumento assinalável que faz com que seja agradável de conduzir mesmo no trânsito do dia-a-dia.

Além do preço competitivo, pelo menos durante a campanha de lançamento, em que há um desconto da ordem dos dois mil euros, o novo Suzuki Swift Sport distingue-se ainda pelo seu muito completo nível de equipamento, ao incluir de série todo um conjunto de tecnologias comuns apenas em segmentos superiores. Contam-se, entre elas, os sistemas de detecção de obstáculos por câmara e sensor laser, de travagem de emergência autónoma, de alerta antifadiga e de mudança de faixa. A câmara de visão traseira é igualmente de série.

O novo Suzuki Swift Sport vai estar à venda no mercado nacional a partir do final deste mês, em sete possíveis cores de carroçaria e com uma garantia de três anos.


Destaques

Apesar do seu motor turbo a gasolina, o novo Suzuki Swift Sport reivindica bons desempenhos e baixos consumos.

Interior mais exclusivo

O painel de instrumentos com esferas em vermelho e prata escuro acentua o carácter desportivo que está vincado em outros pormenores, como o volante em pele específico desta versão. O ecrã táctil de 4.2 polegadas permite um conjunto de funcionalidades como a ligação smartphone e navegação.

Nova plataforma

O Suzuki Swift Sport foi desenvolvido sobre a nova plataforma Heartect, que oferece melhor desempenho, essencialmente através da redução de peso e da elevada rigidez. Com o peso em vazio agora nos 975 kg, a nova versão desportiva oferece-se desempenhos dignos de nota.


Negócios em Madrid, a convite da Suzuki