Automóveis Toyota Prius: Máxima eficiência

Toyota Prius: Máxima eficiência

Nova plataforma, novo grupo motopropulsor, novos equipamentos tecnológicos. A 4ª geração do Toyota Prius, pioneiro dos híbridos, é a mais eficiente de sempre.
A carregar o vídeo ...
Adriano Oliveira 12 de março de 2016 às 14:10
Características

32.215€

Prius 1.8 VVT-i Hybrid, Executive

Sistema híbrido: 122cv de potência combinada
Motor a combustão: dianteiro transversal, gasolina, 4 cil., 16 vál., injecção electrónica, start/stop
Cilindrada: 1.797cc
Potência: 98cv às 5.200rpm
Binário: 142Nm às 3.600rpm
Motor eléctrico dianteiro: 72cv de potência, 163Nm de binário
Velocidade máxima: 180km/h
Aceleração: 10,6 seg. 0-100km/h
Tracção: dianteira
Transmissão: CVT - variável contínua controlada
Consumo urbano: 2,9l/100km
Cons. extra-urbano: 3,1l/100km
Consumo médio: 3,0l/100km
Emissões CO2: 70g/km (Euro VI)

Outras versões: Luxury - 34.400€


Dezanove anos depois do seu lançamento, em 1997, e mais de 3,5 milhões de unidades comercializadas no mundo, a berlina Toyota Prius entra na sua 4.ª geração com progressos a todos os níveis - consumo, desempenhos, conforto, acabamentos e segurança -, salvo no design, em nossa opinião cada vez mais decepcionante.

Como já era esperado, o argumento principal do Prius continua a ser nesta quarta geração a eficiência. Com um consumo combinado de apenas 3,0 litros aos 100km e emissões de CO2 de 70g/km, uma melhoria de 18% em relação ao antecessor (89g/km e 3,9l/100km), a nova geração Prius é a mais económica e ecológica de sempre.

Mecanicamente, o Prius utiliza o mesmo motor a gasolina de 1.8 litros e 98cv da geração anterior, mas agora associado a um motor eléctrico cuja potência cai de 81 para 72cv. O novo conjunto motopropulsor apresenta uma potência combinada de 122cv, em vez de 136cv, mas mais bem empregadas graças à maior eficiência térmica do motor a combustão (mais 40%). O melhor binário verifica-se a um regime mais baixo: 3.600rpm em vez das 4.000rpm anteriores. Este resultado deve-se à optimização da combustão e à redução das fricções no motor.

Por outro lado, transmissão, motor eléctrico e bateria perderam peso e ganharam em capacidade de arrumação. Mais compacta, potente e rápida de carregar (mais 28% de capacidade), a nova bateria híbrida baseada em hidretos de níquel metálicos está agora sob o banco traseiro, libertando mais 56 litros de espaço na bagageira.

Com capacidade para cinco ocupantes, o habitáculo apresenta um ar mais limpo e moderno e a qualidade dos materiais é de melhor aspecto. Todos os ecrãs de controlo estão colocados ao centro do painel de bordo, enquanto o ecrã táctil multifunções com a navegação está situado a meio na consola central.

A posição de condução é boa e beneficia das várias regulações do volante. Graças à nova unidade de controlo de potência, que explora mais o motor eléctrico, o Prius acelera de forma mais natural e silenciosa, com as rotações do motor a aumentar gradualmente à medida que o carro atinge mais velocidade.

A versão de entrada de gama do Prius, a Executive, está à venda por 32.215 euros. O segundo nível, Luxury, custa 34.300 euros e pode ser enriquecido com revestimentos em pele e mais tecnologias. No lançamento, a marca propõe a versão Luxury com oferta do pacote de pele.

Negócios em Valência, a convite da Toyota

Destaques A quarta geração do Toyota Prius acompanha os últimos desenvolvimentos tecnológicos. 



Carregador de telemóvel por indução 
Carregador de telemóveis por indução é uma das novas tecnologias na nova geração Prius. O modelo oferece ainda o sistema de projecção de informações no pára-brisas, regulador de velocidade adaptativo, manutenção em faixa e sistema anticolisão com detecção de peões. 



Nova plataforma global
O Prius é o primeiro modelo a usar um chassis baseado na nova plataforma global GA-C da Toyota, que permitiu reduzir o centro de gravidade (-2,5cm), aumentar a rigidez (+60%) e melhorar a eficácia dinâmica. A nova suspensão traseira em duplo triângulo sobreposto melhora a estabilidade e o conforto. 


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 05.12.2016

Boa tarde .
Como pode ser a combinação dos dois motores deitar 122 CV, depois diz que o motor de explosão de devita 98cv e o motor eletrico de devita 72cv; conclusão para mim fazendo a soma dos dois motores era de 170 CV.

pub