Automóveis Audi Q7 e-tron quattro: Um elefante com pouco apetite

Audi Q7 e-tron quattro: Um elefante com pouco apetite

Dez anos depois do seu lançamento, o Audi Q7, um dos mais imponentes SUV 4x4 Premium, muitas vezes associados a altos consumos de combustível, entra agora para o clube dos híbridos recarregáveis com uma nova versão Diesel V6 3.0 TDI e tracção quattro.
Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron Audi Q7 e-tron
Adriano Oliveira 05 de Novembro de 2016 às 15:30
Características

93.330€

Audi 3.0 V6 TDI e-tron quattro tiptronic (Híbrido)

Resumo do sistema de propulsão: potência máxima 373cv
Motor de combustão: dianteiro longitudinal, 6 cilindros em V, 24 válvulas, gasóleo, injecção directa, turbo, geometria variável, intercooler, sistema "start/stop"
Cilindrada: 2.967cc
Potência: 258 cv (3.250-4.500rpm)
Binário: 600Nm (1.250-3.000rpm)
Motor eléctrico: dianteiro longitudinal, corrente alterna, 128cv às 2.600rpm/ 350Nm às 2.550rpm
Bateria: iões de lítio, 17.3kWh
Velocidade máxima: 230 km/h
Aceleração: 6,2s dos 0-100 Km
Tracção: total (quattro)
Transmissão: auto 8 velocidades
Consumo misto: 1,8l/100 km
Emissões CO2: 48 g/km (Euro VI)


Com uma potência total do sistema de 373 cv e um binário de 700 Nm, o novo Audi Q7 e-tron 3.0 TDI quattro consegue assim consumos médios imbatíveis no segmento: 1,8 litros aos 100 km em conformidade com a norma NEDC.

A bateria de iões de lítio pode ser carregada através de uma tomada doméstica e armazena 17,3 kWh. Graças à nova tecnologia de carregamento de duas fases, o carregamento completo através de uma tomada industrial com uma potência de 7,2 kW demora apenas duas horas e meia. A autonomia eléctrica fica-se pelos 56 km.

De série, o equipamento do Q7 e-tron 3.0 TDI quattro inclui faróis em LED, sistema de navegação MMI plus com MMI "all-in-touch" e o Audi "virtual cockpit". O ecrã TFT de alta resolução fornece visualizações e grafismos de alta definição, incluindo vistas especiais, tais como o indicador de energia, o fluxo de energia do sistema híbrido "plug-in", a autonomia e o estado de carga da bateria de alta tensão.

Custa 93.330 euros.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub