Weekend Capadócia: Um lado lunar romântico e sedutor

Capadócia: Um lado lunar romântico e sedutor

A região é imensa e muito antiga, mas Göreme representa-a da melhor forma. A cidade Património Mundial da UNESCO recebe-o para momentos de puro lazer e sem correrias.
Capadócia: Um lado lunar romântico e sedutor
Vanda Cipriano 14 de maio de 2017 às 10:00
Os balões de ar a "passearem" pelos céus é uma das imagens mais representativas da Capadócia, uma região histórica, com milhões de anos, situada na zona central da Turquia. Planear uma viagem para esta região implica uma leitura cuidadosa, que permita perceber o que visitar e onde quer ficar. As opções são variadas. Vamos ficar por Göreme, a cidade mais representativa da região, Património Mundial da UNESCO e que terá a capacidade de o surpreender de tão pacata e pitoresca que é. Não se canse de andar, descobrir construções nas cavernas, e entrar em restaurantes para aproveitar a rica gastronomia turca. Desfrute de um local onde vai querer prolongar a sua estada…

Qual a probabilidade de deixar um smartphone, com valor comercial acima dos 500 euros, em cima de um balcão de uma loja e estar lá, no mesmo sítio, quando desse pela falta dele? Aconteceu-me em Göreme e jamais esquecerei a cara do dono ao dizer-me que ali ninguém roubava nada a ninguém. Confesso que comecei a acreditar quando me apercebi que as lojas encerravam à noite e os produtos que estavam para venda - artesanato, óculos de sol, chapéus - ficavam nos expositores… do lado de fora .

Comecemos, então, a visita pelos passeios de balão de ar quente, que são um pequeno luxo a que se pode proporcionar e que tornarão esta viagem ainda mais inesquecível. Levantam ao nascer do sol e inundam os céus, dando à cidade um colorido único, em contraste com a paisagem lunar da região. Um espectáculo de ser seguido, tanto para quem fica em terra, como para quem vai no cesto a observar de cima.

Mas a Capadócia, região vulcânica, é muito mais do que apenas balões. Imperdível é o Museu a Céu Aberto (Göreme Open Air Museum), a um quilómetro do centro da cidade, que pode ser visitado entre as 8 e as 17 horas - a entrada custa 15 liras turcas (3,85 euros). Neste gigante Património Mundial da UNESCO, existe um grande número de igrejas construídas em verdadeiras cavernas, algures entre os séculos X e XIII.

Há mais para explorar se quiser sair de Göreme. Visitar uma das muitas cidades subterrâneas da Capadócia é obrigatório, mas tenha em atenção que entrando uma vez debaixo do solo é tudo igual. Basta visitar uma para ficar com a sensação do que era a vida por ali: havia cozinhas, igrejas e até sítios para os animais. Não entre se tiver problemas em circular por zonas verdadeiramente claustrofóbicas, apertadas e baixas. Kaymakli, onde se acredita que tenham estado seis mil pessoas a conviver ao mesmo tempo, é uma boa escolha, mesmo sabendo que só pode descer até quatro níveis abaixo do solo, dos oito existentes (é suficiente!).

O "vale dos pássaros", uma visita ao "castelo de Uçhisar", cidade próxima a Göreme, ou um passeio no "vale do amor", onde as famosas "chaminés-de-fada" assumem o protagonismo, também merecem uma visita antes do adeus a uma região que dificilmente deixará de fazer parte do seu top de destinos diferentes (e inesquecíveis) no mundo.


Como ir

A Turkish Airlines tem voo directo desde Lisboa até Istambul. Uma boa opção se quiser aproveitar para visitar a cidade que mais turistas recebe na Turquia e, provavelmente, a mais influente. Daí terá sempre a opção de viajar para Kayseri, cidade situada a 78 quilómetros de Göreme, mas com mais frequência de ligações aéreas, ou para Nevsehir, a 40 quilómetros. Faça contas ao preço dos bilhetes e do transfer e escolha qual o aeroporto que mais lhe convém, podendo optar pela Pegasus, a maior "low-cost" do país. Outra opção é reservar o voo directamente para a região da Capadócia na Turkish: faz escala, mas a viagem é seguida e acaba por não perder muito tempo. A forma mais rápida de chegar a Göreme, vindo de qualquer um dos aeroportos, é através de um transporte privado, que permite fazer a viagem a preço acessível.

Moeda e língua

A língua oficial é, naturalmente, o árabe. Ainda assim, em qualquer cidade mais turística da Turquia é o inglês que domina e, na maioria dos sítios, os locais exprimem-se muito bem em inglês. São as liras turcas que mandam no país
e a moeda pode ser trocada em qualquer casa de câmbio ou nos hotéis. 1€: 3,92 TRY.

Onde ficar

Pode optar por entrar no verdadeiro espírito da Capadócia e hospedar-se num dos hotéis que são esculpidos na pedra. O Sultan Cave Suites é uma excelente opção - quatro noites, em quarto de casal, podem custar 250 euros. Se não se importar de ficar mais afastado do centro, mas com visita privilegiada para a saída dos balões pondere o Royal Stone Houses - quatro noites ficam a 98 euros.





A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.05.2017

"A língua oficial é, naturalmente, o árabe" Isto dá vontade de rir. A pessoa que escreveu isto não sabe que os turcos não são árabes e que falam turco! por favor....

Saber mais e Alertas
pub