Automóveis Citroën C3 Aircross: Boa surpresa

Citroën C3 Aircross: Boa surpresa

Com o C3 Aircross, a Citroën entra finalmente no segmento dos “crossovers” urbanos compactos. Argumentos: estilo moderno, habitabilidade acima da média, personalização e múltiplos equipamentos de conforto e segurança.
A carregar o vídeo ...
Adriano Oliveira 14 de outubro de 2017 às 16:15
22.400€

Citroën C3 Aircross 1.2 Puretech 110, SHINE

Motor: dianteiro transversal, gasolina, 3 cilindros em linha, 12 válvulas, alumínio, injecção directa, turbo, intercooler, "start/stop".
Cilindrada: 1.199 cc.
Potência máxima: 110 cv às 5.500 rpm.
Binário máximo: 205 Nm às 1.500 rpm.
Velocidade máxima: 183 km/h.
Aceleração: 10,6s de 0-100 km/h.
Tracção: dianteira.
Transmissão: auto 6 velocidades.
Consumo misto: 5,6l/100 km.
Consumo urbano: 6,9l/100 km;
Consumo extra-urbano: 4,8l/100 km.
Emissões CO2: 126 g/km.

Lançamento: Final de Outubro


Escolher as estradas da ilha francesa da Córsega para os ensaios dinâmicos do novo Citroën C3 Aircross foi, decididamente, uma operação de alto risco e muita coragem.

Estradas de montanha, estreitas e sinuosas, com curvas apertadas e sem grande visibilidade, que se sucedem quase ininterruptamente ao longo de muitos quilómetros, em geral à beira de precipícios, foi aí que conduzimos o novíssimo "crossover" da Citroën.

Mas as estradas corsas são assim mesmo. Foram necessárias cerca de duas horas e meia para percorrer pouco mais de 100 quilómetros, desde o aeroporto de Ajaccio até ao Saparella Domain, um paraíso natural à beira-mar alcançável através de um longo caminho pedregoso de acentuada inclinação.

Pontos positivos: o percurso escolhido permitiu avaliar de forma muito satisfatória o comportamento do C3 Aircross em termos de estabilidade e segurança. Boa distância da carroçaria ao solo, posição de condução alta e eficaz, habitáculo bem insonorizado, o 1.2 litros PureTech de 110 cv a gasolina com caixa automática de seis velocidades, que ensaiamos em primeiro lugar, é uma boa surpresa. Apesar de só ter três cilindros, tem um comportamento muito suave e equilibrado. É agradável de conduzir, confortável, ágil e rápido nas recuperações. O consumo médio homologado é de 5,6 litros, mas a exigência do itinerário fez disparar para os cerca de 9 litros.

Já o seu "irmão" de gama a gasóleo 1.6 BlueHDi de quatro cilindros e 120 cv, que conduzimos já de regresso a Ajaccio, revelou-se mais contido nos consumos (4,1 litros média homologada), num percurso menos irregular, mas apresentou igualmente um comportamento estradista muito satisfatório.

Mecanicamente, a gama é constituída ainda por duas versões do 1.2 PureTech com 82 e 130 cv e uma 1.6 BlueHDi com 100 cv. As transmissões podem ser manuais de 5 e 6 velocidades ou automática de seis relações. Os preços no nosso país vão dos 15.900 aos 24.400 euros.

Linhas modernas e audaciosas, o C3 Aircross é uma versão mais aventureira do C3 de base. Protecções à frente e atrás, rodas de grandes dimensões e guarda-lamas alargados, a sua silhueta é reforçada por assinaturas gráficas como as janelas de cortesia com efeito persiana.

Com 4,15 metros de comprimento, o C3 Aircross oferece um habitáculo espaçoso para cinco ocupantes e uma bagageira modulável entre 410 e 520 litros de capacidade, através do deslizamento dos bancos atrás, que podem avançar 15 mm.


Destaques

O C3 Aircross é produzido na fábrica da GM/PSA em Saragoça de onde sai também o Opel Crossland X.

Personalização
O C3 Aircross distingue-se pela vasta oferta em matéria de personalização composta por 90 combinações exteriores, integrando quatro cores de tejadilho nas versões bi-tom e 4 Packs Color, bem como cinco harmonias interiores diferentes e três níveis de acabamento: Live, Feel e Shine.

Segurança e conectividade
Bem equipado de série, em matéria de segurança e conectividade o C3 Aircross propõe um total de 12 ajudas à condução e ainda o sistema de controlo de tracção Grip Control com quatro modos de funcionamento e Hill Assist Descent, muito útil nas aventuras fora de estrada.


Negócios na Córsega, a convite da Citroën




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub