Weekend Leonor Keil: Ainda hoje é difícil, para mim, estar quieta
Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium Se já é assinante, faça LOGIN

Leonor Keil: Ainda hoje é difícil, para mim, estar quieta

O espectáculo de Leonor Keil é como um jogo de matrioskas ou o baú do sótão dos avós. “Um Esqueleto de Baleia na Casa dos Avós”, agora no Teatro Maria Matos, em Lisboa, é o segundo espectáculo de Leonor Keil como criadora. É uma das mais importantes bailarinas contemporâneas portuguesas.
Leonor Keil: Ainda hoje é difícil, para mim, estar quieta
Miguel Baltazar

Em palco, uma figura coberta que pode ser uma pessoa preparada para intempéries; ou um grande animal que atravessou os séculos: uma baleia com o seu cantar, ora belo ora angustiante. Depois, dali sai um ser peludo, cómico.)

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub