Automóveis Mazda CX-5: Vocação familiar

Mazda CX-5: Vocação familiar

O novo Mazda CX-5 acaba de entrar em comercialização no mercado nacional. O “crossover” japonês está à venda a partir de 33.711 euros.
Adriano Oliveira 16 de setembro de 2017 às 16:30

Características

Gama diesel Cx-5

2.2 D 150 cv 4x2 manual
33.711€ a 43.274€

2.2 D 150 cv 4x2 automático
43.746€ a 44.146€

2.2 D 175 cv 4x4 manual
46.832€ a 51.152€

2.2 D 175 cv 4x4 automático
48.799€ a 53.119€

*Versão de entrada de gama.
2.2 D 150cv 4x2 manual, Essence

Depois de alguns meses de espera, a aguardar uma homologação específica que se ajustasse à nossa legislação para poder pagar Classe 1 nas portagens, o novo Mazda CX-5 acaba de entrar em comercialização no mercado nacional.

O "crossover" japonês, que foi objecto de uma profunda renovação interior e exterior e de actualização a nível de equipamento, está à venda a partir de 33.711 euros. A gama é constituída por versões de tracção dianteira, que pagam Classe 1 desde que associadas à Via Verde, e de quatro rodas motrizes (Classe 2).

Quanto a motores, a oferta limita-se ao conhecido turbodiesel 2.2 litros, que está disponível em duas variantes de potência: 150 cv para os 2WD e 175 cv reservado aos 4WD. Ambos podem receber caixa manual ou automática de seis velocidades.

A nova geração do CX-5 é de longe a mais bem conseguida em termos estéticos. Fácil de conduzir, oferece um interior com uma ergonomia simples e eficaz e um design agradável. Em estrada, a versão equipada com a motorização de 150 cv e caixa automática é confortável e a suspensão filtra bem as irregularidades do piso. Com um comportamento suave, o CX-5 é um bom compromisso para quem procura um veículo de vocação familiar.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub