Automóveis Mercedes-Benz S: O melhor da estrela

Mercedes-Benz S: O melhor da estrela

“Restyling” discreto, mas com novidades a nível de motores e de tecnologias. O luxo e a excelência do conforto têm nota alta.
Adriano Oliveira 19 de agosto de 2017 às 16:00
125.750€*

Classe S
Versões curtas
350 d (286 cv) A - 116.500€
350 d 4Matic A - 121.500€
400 d (340 cv) A - 120.750€
*400 d 4Matic A - 125.750€
560 (469 cv) 4M A - 154.450€
Versões longas
350 d (286 cv) A - 120.100€
350 d 4Matic A - 125.100€
400 d (340 cv) A - 124.350€
400 d 4Matic A - 129.350€
560 (469 cv) 4M A - 158.050€
Maybach
560 (469 cv) 4M A -181.500€


Com o "restyling" do Classe S, porta-estandarte da Mercedes-Benz, a marca aproveita para actualizar a sua gama de motores e adicionar algumas novidades tecnológicas ao já extenso pacote de ajudas à condução e de sistemas de segurança, que fazem da berlina alemã uma das melhores e mais seguras actualmente no mercado. O luxo, a excelência de conforto e o quase mágico equilíbrio com a dinâmica também registam evolução assinalável.

De acordo com a Mercedes-Benz, que aspira fazer do Classe S "o melhor carro do mundo", cerca de 6.500 componentes foram alterados no novo modelo em relação à geração anterior.

Esteticamente, no entanto, o "restyling" do Classe S foi muito discreto: a grelha frontal com três lâminas mais espessas substitui a anterior de cinco finas, inversão do losango da entrada de ar no pára-choques, os grupos ópticos dianteiros com três linhas verticais de diodos e os farolins traseiros com efeito de cristal.

Em contrapartida, o conteúdo tecnológico foi enriquecido. A câmara e o radar do sistema Intelligent Drive evoluíram e usam agora os dados da navegação para calcular as características da condução, permitindo assim evitar obstáculos, adaptar e manter a velocidade e até mesmo mudar de faixa, um passo importante no caminho da condução autónoma.

Duas outras novidades são o chassis que inclina 2,65 graus para o interior nas curvas para preservar o conforto e, em estreia, a função "Energizing", que adapta diversos parâmetros do ambiente no habitáculo - temperatura, iluminação, áudio, fragrâncias e massagem - para garantir o bem-estar do condutor e passageiros.

A gama de motores também foi alterada, com três novos blocos: um seis cilindros em linha 3.0 a gasóleo (S 350 d 286 cv e S 400 d 340 cv), assim como a gasolina (S 450 367 cv e S 500 435 cv), e um V8 turbo a gasolina de 4.0 litros e 469 cv e 700 Nm, que é capaz de anular quatro dos oito cilindros para reduzir consumos e emissões. Para o final do ano está prevista uma versão híbrida recarregável com uma autonomia de 50 km em modo 100% eléctrico.

O Classe S está disponível em Portugal com duas opções de chassis (normal e longo) e versões de tracção traseira e tracção total permanente 4Matic.

Desde o seu lançamento em 1972, quatro milhões de Classe S foram vendidos à escala global.


Negócios em Zurique, a convite da Mercedes





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub