Weekend Nova linha natalícia na alta relojoaria

Nova linha natalícia na alta relojoaria

A MeisterSinger distingue-se pela produção de relógios com um único ponteiro. Agora, já a pensar no Natal, surge com uma nova linha: os relógios Phanero.
Nova linha natalícia na alta relojoaria
Fernando Sobral 05 de Novembro de 2016 às 14:00
MeisterSinger tem o seu próprio ADN. Distingue-se pela produção de relógios com um único ponteiro. Agora, já a pensar no Natal, surge com uma nova linha: os relógios Phanero. Esta destaca-se com caixas mais finas (de 35 milímetros), que reforçam mais as características típicas dos produtos da marca. O Phanero é também um típico MeisterSinger, apresentando, no entanto, algumas diferenças. É o mais pequeno relógio da marca, sendo também o mais expressivo na intensidade das cores. A MeisterSinger explorou novos caminhos, especialmente ao desenhar a caixa de aço inoxidável. Com um diâmetro de 35 milímetros e uma espessura de 7,5 milímetros, é um relógio extremamente fino. A qualidade do movimento automático suíço do Phanero pode ser observada através do fundo da caixa, com aparafusamento quádruplo.

O nome deste relógio deriva da palavra "phanerós", que significava "visível" na Grécia antiga, em referência ao notável design do novo modelo, apesar do seu tamanho mais pequeno. O Phanero é bem visível e vale a pena conhecer as cinco cores particularmente expressivas. A combinação do mostrador branco-marfim com ponteiros e números azulados é um clássico da MeisterSinger. Um efeito interessante é também criado com os ponteiros claros e os números de cor correspondente no contraste com fundos azul-safira, antracite e verde-esmeralda. Os relógios surgem com um movimento Sellita SW 210, de corda manual, ponteiro único e autonomia de 42 horas. É resistente à água até 50 metros. 



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub